• A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, confirmou nesta segunda-feira (15) o primeiro caso da varíola dos macacos (Monkeypox). O paciente é do sexo masculino, tem 22 anos e é morador da região sul.

    Segundo a Secretaria, ele apresentou sintomas no dia 1º de agosto, após retornar de uma viagem a São Paulo. No dia 5 de agosto procurou atendimento, onde foi feita a coleta do exame e permaneceu em isolamento domiciliar.

    Até o momento, o município registrou sete notificações, sendo um caso positivo, três negativos e três aguardam resultado.

    A Prefeitura orienta os seguintes cuidados: evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele; evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença; higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel; não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos ou objetos pessoais; uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes.

    É importante reforçar que o atual surto não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos. O vírus da Monkeypox, que faz parte da mesma família da varíola, é transmitido entre pessoas e o atual surto prevalece em transmissão de contato íntimo e sexual.

    O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas, que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus; além de caroço no pescoço, axila e virilhas; febre, dor de cabeça, calafrios, cansaço e dores musculares.

    Em caso de sintomas, o paciente deve procurar qualquer unidade de saúde do município para avaliação médica. Caso haja suspeita, será coletado exame e o paciente será orientado a cumprir o isolamento durante 21 dias.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.