• Ilhabela está em festa. As comemorações pelos 217 anos de emancipação político-administrativa do arquipélago já começaram e até o próximo dia 3 de setembro, uma série de eventos está programada para acontecer no município, que neste ano também vai celebrar os 200 anos da Independência do Brasil.

    Um dos presentes que a cidade ganha retrata a alma do povo caiçara. O Livro “Elias Romão: Tempo Que é Bom Que Era Aquele”, lançado pela equipe do Arquivo Ilhabela, voltado ao público-geral conta com 160 páginas e é um mergulho nas curiosidades, lendas, folclore, pontos turísticos e aspectos que permeiam a cultura caiçara. O conteúdo da obra é produzido e revisado pelo pesquisador e jornalista Edson Souza, com registros e ilustrações do repórter fotográfico Giliard Miguel. De acordo com o Arquivo Ilhabela, o projeto é coordenado pelo Instituto Miguel de Souza, que é voltado às atividades desenvolvidas no setor de serviços multimídia.

    Elias conta que a obra é resultado de um trabalho de transcrição, cuja gravação digital integra o acervo do Instituto Miguel de Souza e o projeto Arquivo Ilhabela. O conteúdo, de acordo com o autor, personagens, ações e ambientes fazem parte da narrativa compartilhada por Elias Romão. “Os textos respeitam as pronúncias, repetições e incorreções gramaticais relacionadas à língua culta, fazendo jus ao tradicional local, com suas gírias e expressões dos chamados caiçaras”, explica o pesquisador.

    Respeitando seu último desejo, o bibliógrafo, Arthur Carlos de Freitas, em parceria
    com o jornalista Edson Souza, realizaram a transcrição e a publicação da obra de
    Elias Romão, em uma história por ele mesmo, narrando o “Tempo Que é Bom que
    era Aquele”. “ Ligado a terra e ao mar, ele vivenciou dezenas de aventuras entre macacos, cobras e baleias; outrora perseguido por sereias ou navegando entre cardumes de
    mexilhões. Seus conhecimentos acerca de uma ilha bem vivida fora compartilhada
    em quase sete horas de depoimentos deixados por ele”, diz o jornalista.

    A obra também está disponível online no link https://issuu.com/arquivoilhabela. O livro também pode ser baixado em PDF e está disponível para venda na versão impressa. Confira os links:

    PDF ´- https://drive.google.com/file/d/1capPOrFPUu_QPInzW4UNm_d4ieXS5XJC/view?usp
    =sharing

    Impresso – https://clubedeautores.com.br/livro/elias-romao-ilhabela

    Aniversário – O aniversário de emancipação político-administrativa de Ilhabela é celebrado dia 3 de setembro. De acordo com a prefeitura, neste ano a programação comemorativa da data acontece na sexta-feira (2), sem o ponto facultativo, tradicional nestas datas especiais.

    O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, disse que a decisão por antecipar a festa foi para evitar congestionamentos e transtornos no trânsito durante o fim de semana que também antecede o feriado da Independência do Brasil, que deve atrair centenas de turistas ao arquipélago, que já vive um preview da alta temporada de verão.

    A prefeitura informou que o dia de comemorações pelo aniversário do município começa cedo, às 8h, com o Hasteamento dos Pavilhões na Praça das Bandeiras, na Vila, seguida do desfile cívico, militar e estudantil. Às 19h, deve acontecer a entrega do Novo Parque e Complexo Esportivo do Galera, na Água Branca, que foi totalmente recuperado. “A população merecia receber um novo Galera com mais estrutura, já que o nosso orçamento agora permite essas benfeitorias. O espaço foi totalmente abandonado e destruído na gestão passada e devolver o novo Parque e Complexo Esportivo do Galera também com as intervenções da malha viária da região é motivo de grande alegria para nossa gestão”, disse o prefeito.

    Em uma linda homenagem à saudosa Cleuza Maciel, o novo palco do complexo e os camarins acessíveis receberão seu nome. Cleuza foi um ícone da comunicação no Litoral Norte e Vale do Paraíba, ex-vereadora e secretária municipal de Turismo da ilha, além de moradora do bairro, que faleceu em junho de 2019.

    A inauguração do novo Parque e Complexo Esportivo do Galera terá a apresentação da Roda de Samba do músico Gustavo Maciel, um dos filhos da radialista Cleuza. Em seguida está prevista a apresentação da banda Melim, famosa pelos hits “Meu Abrigo” e “Ouvi Dizer” às 20h30.

    Confira os shows:
    De 2 a 10 de setembro – Artistas de renome nacional devem passar pelo palco do novo Parque e Complexo Esportivo do Galera. DJs e músicos locais farão as aberturas a partir das 18h30. Em virtude de uma decisão judicial, os shows não poderão ultrapassar as 22h.
    3 de setembro – Dia do Aniversário de Ilhabela, a animação fica por conta do DJ local Renato a partir das 17h. Às 19h, um dos shows mais esperados, Os Barões da Pisadinha, seguido do show do músico Rafa Torres às 20h30.
    4 de setembro – Show do sambista Diogo Nogueira, a partir das 20h30. A abertura é da banda Pronúncia no Olhar às 18h30.
    5 de setembro – A dupla sertaneja Israel e Rodolfo sobe ao palco às 20h30, antes, a partir de 18h30, a abertura é da Geração Sertaneja às 18h30.
    6 de setembro – Banda Araketu, às 20h30, com abertura do músico local Marcelo Totó às 18h30.
    7 de setembro – No dia da Independência, show do rapper paulistano Projota, às 20h30. Felipe Blue, músico local, abre os trabalhos às 18h30.
    De 8 a 10 de setembro – A prefeitura programou uma série de shows gospel, sempre às 20h30, com Thalles Roberto (8), banda local Louva Ilha às 18h30; Marquinhos Gomes (9), com abertura do Ministério Louvor Família às 18h30 e Kemily Santos (10) com abertura da banda local Wave of Glory às 18h30. Mais informações no site oficial da Prefeitura de Ilhabela www.ilhabela.sp.gov.br

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.