• Marcello Veríssimo

    Um dos patrimônios da região, o Parque Estadual Serra do Mar comemora 45 anos desde sua fundação, nesta terça-feira (30). Trata-se do maior parque de Mata Mata Atlântica conservada do Brasil. De acordo com os ambientalistas, a
    Unidade de Conservação possui uma área de aproximadamente 332 mil hectares que compreende as regiões da Baixada Santista, Litoral Norte e Vale do Paraíba, ligando os mais importantes remanescentes da Mata Atlântica do país.

    O PESM possui uma extensão grandiosa, abrange 24 municípios, dividido em dez núcleos administrativos: Itariru, Itutinga-Pilões, Curucutu, Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Padre Dória, Santa Virgínia, Cunha, Picinguaba, gerenciado pela Fundação Florestal.

    Com o apoio das comunidades tradicionais caiçaras, quilombolas, caipiras e indígenas, o Parque Estadual reúne uma rica sociobiodiversidade, além de um valioso patrimônio histórico-cultural. Além disso, é considerado o berço de nascentes de águas cristalinas que caminham para o interior e para o oceano, utilizadas também para abastecimento público.

    Com cerca de 10 mil visitantes por ano, a Unidade de Conservação oferece mais de 70 atrativos entre praias, mirantes, montanhas, trilhas e cachoeiras.

    Para comemorar esta data tão importante, a Fundação Florestal separou algumas dicas de passeios pelos diferentes núcleos, com opções que vão desde esportes de aventura, como rafting e canoagem, a trilhas de contemplação da paisagem.

    Com o auxílio da Fundação Florestal, a reportagem do JDL selecionou e reuniu algumas delas. Confira:

    Trilha Cachoeira do Passareúva

    Na chegada ao parque, o visitante tem a opção de realizar o acesso da guarita até a base de bike, a pé ou de carro, em um percurso de 3 km, cercado por palmeiras juçaras. Ao entrar na sede, o passeio continua a pé, por mais 1,5 km.

    De acordo com a Fundação Florestal, o roteiro proporciona o conhecimento de estar em meio à história do desenvolvimento econômico do município de Cubatão, na Baixada Santista, com ruínas do antigo hospital de Cubatão e a caminhada entre os principais pontos da antiga Vila de Itutinga, que aguça a curiosidade de qualquer aventureiro e entusiasta do ecoturismo, e a possibilidade de aprender muito mais sobre a história local.

    Serviço

    Núcleo: Itutinga-Pilões

    Estrada Elias Zarzur, s/n – Água Fria – Cubatão

    Fone: (13) 3361-8250

    Monitoria: Obrigatória

    Ingresso e mais informações: https://itutingapiloes.ingressosparquespaulistas.com.br/home.

    Trilha do Camburi

    O visual da Cachoeira do Camburi está entre os cenários mais belos do PESM Núcleo Curucutu. No início da trilha está a principal nascente do Rio Capivari, considerado o último rio de água limpa do município de São Paulo, e no caminho ainda é possível apreciar os Campos Nebulares, ecossistema peculiar do PESM Curucutu, os fornos carvoeiros (vestígios históricos da antiga Fazenda Curucutu produtora de carvão), pegadas de diversos animais, inclusive da onça-parda e onça-pintada.

    Serviço

    Núcleo: Curucutu

    Estrada da Bela Vista nº 700 – Embura do Alto – Parelheiros – São Paulo

    Fone: (13) 99692-0784

    Monitoria: Obrigatória

    Ingresso e mais informações: https://curucutu.ingressosparquespaulistas.com.br/home

    Mirante de Paúba

    Localizado entre os bairros Paúba e Maresias, na costa sul de São Sebastião, a trilha possui 800 metros de extensão, situada a 50 metros acima do nível do mar, proporcionando ao turista uma das vistas mais bonitas do litoral norte, entre as praias de Paúba e Maresias.

    Serviço

    Núcleo: São Sebastião

    Rua Serra do Mar, 13 – Juquehy – São Sebastião

    Fone: (12) 3863-1707

    Monitoria: Autoguiada

    Ingresso e mais informações: https://saosebastiao.ingressosparquespaulistas.com.br/home

    Trilha das Palmeiras (Acessível)

    Trilha acessível recomendada para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. O caminho é pavimentado, com corrimão para apoio, placas de sinalização e sobre a fauna e flora local, terminando o percurso na “Prainha”, um acesso à piscina natural do rio Santo Antônio ideal ao banho.

    Serviço

    Núcleo: Caraguatatuba

    Rua do Horto Florestal, 1200 – Rio do Ouro – Caraguatatuba

    Fone: (12) 3882-5999

    Monitoria: Autoguiada

    Ingresso e mais informações: https://caraguatatuba.ingressosparquespaulistas.com.br/home

    Mirante do Rio do Pardo (Mountain Bike)

    A estrada do Rio Pardo foi aberta na década de 60 para a instalação do oleoduto ligando o porto de São Sebastião e a refinaria de Paulínia, no Planalto, próximo a Campinas, interior de São Paulo. No trecho mais difícil da obra, a subida da Serra do Mar, a Estrada do Padre Dória, que foi um traçado aberto em 1832 para intensificar o comércio entre o porto de São Sebastião, o Vale do Paraíba e parte do Alto Tietê em um período de crise em função ao fechamento dos Portos. O percurso pode ser realizado de mountain bike, o acesso é gratuito e pode ser feito por São Sebastião, Salesópolis e Caraguatatuba.

    Serviço

    Núcleo: Padre Dória

    Rua Alferes José Luiz de Carvalho, 550 – Centro – Salesópolis

    Fone: (11) 4696-0981

    Monitoria: Obrigatória (Bike ou uso de carro 4×4)

    Ingresso e mais informações: https://padredoria.ingressosparquespaulistas.com.br/home

    Atenção – A Fundação Florestal alerta aos turistas que existem normas para visitação dos parques protegidos e o respeito a elas é fundamental para garantir, tanto a preservação dos locais, quanto o sucesso do passeio. De acordo com a fundação, não é permitida a entrada de animais domésticos; é proibido fazer fogueiras, churrasco, queima de fogos ou qualquer ato que possa provocar incêndio no interior da Unidade de Conservação.

    A instituição também orienta para que os visitantes não retirem espécies vegetais, animais ou qualquer outro item da natureza. Apenas o lixo gerado deve ser coletado e levado de volta para descarte adequado.

    Nas Unidades de Conservação que cobram entrada, o ingresso custa R$ 19,00 para brasileiros, R$ 28,00 para viajantes do Mercosul e R$ 37,00 para estrangeiros, com meia-entrada para estudantes brasileiros e estrangeiros, profissionais de educação das escolas da rede pública estadual e municipal. Para alguns atrativos, também é necessária a contratação de monitoria.

    Para saber mais sobre outras Unidades de Conservação, acesse o site Guia de Áreas Protegidas. Para fazer a reserva ou adquirir o ingresso, acesse https://www.ingressosparquespaulistas.com.br/home

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.