• Marcello Veríssimo

     

    O Hospital Regional do Litoral Norte, em Caraguatatuba, acaba de realizar sua primeira cirurgia cardíaca, procedimento inédito na região, executado na última sexta-feira, 26 de agosto.

    A primeira cirurgia cardíaca do HRLN foi uma revascularização do miocárdio, também conhecida como cirurgia de ponte de safena, que tem como objetivo melhorar o fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco em pessoas que apresentam obstruções graves nas artérias do coração. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Regional, o paciente, do sexo masculino, 65 anos, passa bem.

    Desde a inauguração do setor, em junho deste ano, já foram realizados mais de 70 procedimentos entre cateterismos e angioplastias. A assessoria de imprensa do HRLN informou que além do conforto e da segurança para a população local, o novo setor também vai permitir desonerar unidades hospitalares de outras localidades para onde os pacientes eram encaminhados até agora.

    O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, disse que essa é uma realidade aguardada há muito tempo pelo Litoral Norte e região. “Finalmente ver o Hospital Regional atendendo em sua plenitude é um sonho que buscamos constantemente para nossa população, assim com o Centro de Oncologia, melhorando a qualidade de vida de muitos pacientes que serão tratados em sua cidade”.

    Capacidade Plena – Com a inauguração do setor de Cardiologia o HRLN passa a funcionar em sua capacidade plena, ou seja, oferecendo tratamentos de alta complexidade, com equipamentos e equipe de ponta, para a população de Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela, que não precisam mais de longos deslocamentos para a realização de exames e atendimentos complexos.

    O HRLN informou no fim da tarde de ontem que oferece os serviços de cirurgia geral, anestesiologia, clínica médica, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, hemodinâmica, nefrologia ambulatorial, neurocirurgia, radioterapia, pediatria, pneumologia, UTI adulto e UTIi pediátrica, ortopedia e oncologia, além de exames diagnósticos, como colonoscopia, endoscopia, ressonância, tomografia, ultrassom, mamografia, holter, mapa, biópsia.

    No total, o hospital dispõe, para a população adulta e infantil, 227 leitos entre unidades de terapia intensiva e enfermarias. O HRLN é uma unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerida pelo Instituto Sócrates Guanaes desde a sua inauguração no ano de 2020.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.