• Marcello Veríssimo

    O psicólogo, Pablo Kurlander, acaba de lançar a 3ª edição do livro “A Jornada dos 12 Passos”, a vivência do Programa de 12 Passos na Comunidade Terapêutica. A obra é uma adaptação dos 12 passos das irmandades anônimas, que segundo o especialista, mesmo tendo diversas releituras tem se mostrado inesgotável e atemporal para o tratamento dos mais diversos tipos de transtornos de controle do impulso. “Assim como outras grandes obras patrimônio da história e da humanidade e que, pessoalmente, tem me conduzido de forma segura pelas inimagináveis estradas nesses 27 anos de recuperação”, diz Pablo, que é Mestre e Doutor em Saúde Coletiva na Faculdade de Medicina de Botucatu-SP, UNESP e acumula mais de 20 anos de gestão em Comunidades Terapêuticas.

    Para ele, a proposta dos 12 passos é simples: ser honesto, desejar o tratamento e buscar a recuperação. “Por isso me aventurei a escrever estas reflexões, fruto de estudo e da vivência profunda destes princípios, motivado pelos companheiros de caminhada na comunidade terapêutica”.

    O livro se propõe justamente a ser mais uma ferramenta para auxiliar no tratamento dos dependentes químicos e trabalhar o programa dentro das comunidades terapêuticas. “O programa dos 12 passos é mundialmente difundido no meio da recuperação, sendo amplamente reconhecido tanto pelo mundo acadêmico-científico quanto por milhões de pessoas que se beneficiaram profundamente dos princípios nele encontrados”, diz Pablo.

    A metodologia dos passos é utilizada por mais de 150 tipos de grupos de apoio das mais variadas formas de compulsão em todo o mundo, além de releituras como os 12 passos para os Cristãos, do padre Haroldo, e os 12 passos na Perspectiva da Mulher.

    Pablo Kurlander reconhece que a dependência química ou seja ela qual for é uma forma de transtorno grave que pode afetar qualquer pessoa. “O uso de drogas é uma saída que a pessoa encontra para lidar com a vida, nunca é o problema de fato. Todos buscam e, no fundo, todos querem a recuperação, mas é para quem consegue pagar o preço”.

    A recuperação deve ser trabalhada, o dependente tem que buscá-la todos os dias para o resto de sua vida, independente do caminho, saber que existe vida após as drogas. “A internação é um caminho para algumas pessoas, nunca para todos”, avalia o psicólogo.

    Para saber mais sobre o trabalho acesse eurekaeducando.com.br ou pelo whatsapp (41) 999264572.

    Irmandades

    O Litoral Norte também possui reuniões de auto ajuda para dependentes químicos nas quatro cidades da região.

    Confira o endereço das salas de Narcóticos Anônimos:

    Ilhabela – Rua Antônio Lisboa Alves S/N, Entrada Lateral pelo estacionamento da igreja, Centro/Vila.

    Caraguatatuba – Rua Maximiliano Coelho Neto, nº 100, Travessão, referência: CIASE

    Rua Jorge Burihan, nº 30, Jardim Jaqueira, Centro, referência: CIAPE.

    Rua São Miguel, nº 1382 sala 2, Morro do Algodão, referência: próximo ao Supermercado Cruzeiro.

    Rua do Eixo, nº 940, Ubatuba, Maranduba, referência: igreja, em frente ao açougue.

    São Sebastião – Rua Nossa Senhora da Paz, nº38, centro, referência: Casa da Associação de Amparo à Mulher Sebastianense (AAMS).

    Ubatuba – Rua Paraná, nº 257, centro, referência: próximo ao tubão, Casa dos Conselhos.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.