• O feriado da Independência do Brasil, celebrado neste 7 de setembro, também é especial na vida de quatro sacerdotes da Diocese de Caraguatatuba. Os padres Carlos Alberto Rodrigues, Cláudio Rodrigues, João Marcos da Silva e Márcio Fraga iniciaram juntos o ministério presbiteral e, nesta quarta-feira, completaram 10 anos de ordenação.

    De acordo com a assessoria de imprensa da Diocese, o “sim” para a caminhada dedicada a Jesus Cristo e ao povo de Deus aconteceu no ano de 2012, pela imposição das mãos do Bispo da época, Dom Antônio Carlos Altieri, atualmente bispo emérito da Diocese de Passo Fundo.

    A data foi de muitas surpresas para os padres. Pároco na Paróquia Santa Terezinha, o padre Cláudio foi surpreendido com uma linda surpresa na missa deste feriado. A celebração teve a participação da comunidade e de seus familiares. Os padres João Marcos e Márcio Fraga também celebraram essa data importante ao lado de suas comunidades em suas respectivas paróquias.

    A assessoria de imprensa da Diocese de Caragua informou que a missa que marca os 10 anos da ordenação do padre Carlos Alberto acontecerá no próximo domingo, dia 11 de setembro. O sacerdote se tornou pároco pela primeira vez na Diocese recentemente. Depois de ser vigário por nove anos, ele assumiu a Paróquia São Maximiliano Maria Kolbe, de Ubatuba, onde será realizada a celebração.

    O padre João Marcos é vigário na Matriz de São Sebastião, mas já atuou em outras paróquias. Já o padre Márcio Fraga é pároco na paróquia Santa Rosa de Lima. O sacerdote também passou pelas Paróquias São João Batista, Nossa Senhora Aparecida, São Sebastião e Imaculada Conceição.

    A data especial também teve outra celebração que aconteceu na Capela Nossa Senhora do Rosário, da Casa de Saúde Stella Maris, com a presença do Bispo Diocesano. Dom José Carlos presidiu a Santa Missa que teve a participação das irmãs Pequenas Missionárias. Os padres aniversariantes concelebraram e depois participaram de uma confraternização. Na ocasião, Dom José também celebrou seus 10 anos de ordenação episcopal. “Foi uma manhã de celebrar a fraternidade, a unidade e a comunhão entre nós”, disse. “Um verdadeiro ‘magnificat’ a exemplo de Maria Santíssima, sempre fazer a vontade do Senhor.”

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.