• Marcello Veríssimo

    Dos 13 candidatos que disputam uma cadeira na ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) pelo Litoral Norte, dois deles tiveram seus registros indeferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral: Edilson Félix (DC) e Cleber Nunes (PMN),ambos candidatos por Ubatuba. Com isso, os candidatos estão fora das eleições do próximo dia 2 de outubro.

    De acordo com o TRE, a candidatura de Félix foi indeferida sem nenhum recurso. Já Nunes entrou com recurso, mas perdeu. Os demais 11 candidatos a deputado estadual não tiveram problemas com o Tribunal Regional Eleitoral, assim como os oito candidatos a deputado federal que declaram domicílio no Litoral Norte de São Paulo e que também tiveram suas candidaturas aprovadas. O prazo para julgamento terminou no último dia 12 de setembro.

    Edilson Félix, 53, de Ubatuba, era candidato a deputado estadual pelo partido Democracia Cristã (DC), que disputava sua sexta eleição. Ele disse que entregou todos os documentos exigidos para o registro de sua candidatura, porém não conseguiu entregar a certidão estadual de primeiro grau, que tem prazo de cinco dias para ser emitida ao requerente.

    De acordo com Félix, há mais de 20 dias que ele tenta retirar o documento e não consegue. “Meu advogado disse que nunca tinha acontecido isso com ele. Pedimos a certidão federal de primeiro e segundo grau e saiu no mesmo dia, só a estadual que travou. Agora meu processo de registro da candidatura foi indeferido por falta de documento”, explicou Félix, se referindo a certidão estadual de primeiro grau, como o documento “faltante”, apontado pelo TRE.

    Edilson disse ainda que entregou todos os documentos necessários. “A gente vem trabalhando para esta candidatura há dois anos e não temos nenhuma sujeira, foi falha no sistema do tribunal e paguei caro por isso”, disse ele, que vem trabalhando para sua candidatura desde as eleições de 2020.

    Cleber Nunes, 42, que vinha candidato este ano pelo PMN, também não foi localizado pelo JDL.

    Deferido

    Dos três candidatos que ainda não tinham suas candidaturas oficializadas pela Justiça Eleitoral, apenas o ex-prefeito de Caraguatatuba, Antônio Carlos da Silva (Republicanos), teve sua candidatura oficializada na quarta-feira da semana passada, dia 14 de setembro.

    Em 2018, o Litoral Norte teve recorde de candidatos com 18 postulantes na disputa eleitoral, sendo 12 em busca de uma vaga na Alesp e seis para a Câmara Federal dos deputados, mas nenhum foi eleito.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.