• Marcello Veríssimo

    O equinócio da primavera no Hemisfério Sul ocorre oficialmente às 22h04 desta quinta-feira (22), marcando o início da nova estação, que termina no dia 21 de dezembro dando lugar ao verão.

    Os meteorologistas dizem que no Brasil, a primavera também significa a volta da chuva, o aumento da umidade e do calor, exceto para a maior parte das áreas do Nordeste, além da porção norte da Região Norte, onde estão os estados de Roraima e o Amapá, a primavera é a estação do calor intenso e de pouca chuva.

    A previsão do tempo alerta que o fenômeno La Niña deve influenciar toda a estação, enfraquecendo gradualmente até o início do verão. Durante a primavera, várias frentes frias ainda devem avançar para a região Sudeste do Brasil, de forma oceânica, ou seja, com maior impacto nas áreas costeiras e litorâneas.

    Isso significa, na prática, segundo os meteorologistas que o Litoral Norte deverá ter uma estação com jeito de primavera e sua característica básica de ser a estação de transição entre o inverno e o verão: com chuvas e umidade.

    O Climatempo alerta que na Região Sudeste, o resfriamento mais notável causado por estas frentes frias, será nas áreas próximas ao litoral, como o sul e o leste do estado de São Paulo, além do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. “Eventualmente poderá ocorrer entrada de ar frio de origem polar em Mato Grosso do Sul”, dizem os meteorologistas.

    Nesta quarta-feira (21), o dia deve ser de sol com muitas nuvens. Podem ocorrer pancadas de chuva à tarde e à noite, com possibilidade de 67% de chover. A temperatura varia de 17 a 28 graus.

    Chuva 

    Na quinta-feira (22) as probabilidades de chuva aumentam para 90%. De acordo com o Climatempo, o dia terá períodos nublado com chuva a qualquer hora. A temperatura máxima sofre uma queda acentuada e não deve passar dos 25, já as mínimas ficam em torno dos 15 graus.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.