• Marcello Veríssimo

    A Polícia Civil, em Caraguatatuba, fechou um mini-cassino que estimulava jogos de azar na tarde desta quinta-feira (22). 20 máquinas caça-níqueis foram apreendidas na operação, que chegou até uma residência no bairro Pontal Santa Marina, onde funcionava o “estabelecimento”.

    De acordo com a polícia, uma mulher que estaria no local foi levada para prestar esclarecimentos na delegacia. O flagrante aconteceu depois que os policiais receberam uma denuncia anonima sobre a existência de um cassino ilegal funcionando no imóvel, que fica na rua Prudencio Baeta.

    Pela Lei de Contravenção Criminal, de 1941, mas que ainda está em vigor, a maioria das formas de jogo, que não sejam loterias, é proibida no país.

    Portanto, a regulamentação dos jogos de azar e dos cassinos é um assunto que continua pendente na legislação brasileira, a reportagem do JDL apurou que dois projetos de lei buscam a regulamentação dos jogos de azar no Brasil. O projeto de lei PL 442/1991 e o projeto 186/2014, mas ainda esbarram em questões sociais relevantes, como a possibilidade do vício em jogo, fuga de divisas e falta de arrecadação do governo, por exemplo.

    No caso desta quinta-feira em Caraguatatuba, segundo a polícia, após uma denúncia anônima a investigação revelou que o cassino do Pontal Santa Marina funcionava de forma ilegal. Os policiais civis constataram a movimentação suspeita no local por meio de uma campana realizada nos arredores do endereço para conseguir fechá-lo.

    De acordo com a polícia, no momento do flagrante não haviam outras pessoas no local, além da mulher que foi levada para o Distrito Policial.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.