• Marcello Veríssimo

    O vereador de Ilhabela Raul Cordeiro (PSD), conhecido popularmente como Raul da Habitação, foi parar do Hospital Municipal do município após ser agredido, durante a tarde desta terça-feira (27), enquanto fiscalizava uma obra na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Perequê, região central do arquipélago.

    De acordo com especulações que circulam na internet, o político foi vítima de violência física por parte de um funcionário de uma empresa terceirizada pela prefeitura municipal, vencedora da licitação para executar a obra na UBS.

    Nos perfis oficiais de Raul da Habitação, foi postada a seguinte mensagem:

    “Urgente. O gabinete do vereador Raul da Habitação informa que o parlamentar encontra-se no Hospital Municipal após ser agredido durante fiscalização na obra do posto de saúde do Perequê. No momento, ele está fazendo exame de corpo de delito e tem quadro de saúde estável”.

    O vereador Raul da Habitação é conhecido na cidade por ter o costume de fiscalizar obras públicas. Na ocasião, durante a fiscalização, o vereador teria questionado a qualidade da construção de uma parede na UBS do bairro Perequê.

    O ato gerou revolta em alguns funcionários da obra e começou uma troca de palavras ofensivas.

    O vereador afirma ter caído no chão após levar uma cabeçada de um servidor terceirizado da UBS. Uma outra versão que circula pelas redes sociais diz que o funcionário escorregou e bateu a cabeça contra o rosto de Raul.

    A presidente da Câmara de Ilhabela, Dra. Diana (PL), gravou um vídeo para explicar a situação e prestar apoio ao colega. “Isso é inadmissível. Eu, como presidente da Câmara, jamais vou aceitar qualquer tipo de agressão, seja verbal, seja moral, ou intimidação a qualquer um dos representantes do Legislativo”.

    Irê Juliani (PSD), candidata a deputada estadual que tem o apoio do vereador Raul, também se manifestou em suas redes sociais. “Raul foi fazer o que é o papel dele, [papel] do bom vereador: fiscalizar uma obra. E quando ele percebe uma coisa que está errada e traz um posicionamento, o que ele ganha? Agressão”, disse.

    Ainda na noite desta terça-feira (27), a Prefeitura de Ilhabela divulgou uma nota oficial em que manifesta repúdio contra qualquer ato de violência contra seus cidadãos, independentemente de ser este funcionário público ou não. “Com relação aos fatos ocorridos na tarde desta terça-feira (27), envolvendo um vereador do município, em uma das obras executadas por empresa vencedora de processo licitatório na cidade, a prefeitura informa que será instaurada sindicância para apuração dos fatos e que tomará todas as providências cabíveis”, disse a prefeitura.

    A reportagem do JDL tenta falar com o vereador Raul da Habitação desde a noite de ontem, mas ele não responde as mensagens

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.