• Marcello Veríssimo

    A situação dos moradores que vivem em situação de vulnerabilidade social voltou ao destaque na sessão da Câmara de Vereadores em São Sebastião, na noite desta terça-feira (18). O vereador Marcos Fuly (DEM), que assume a presidência do Legislativo a partir de 2023, apresentou o requerimento 437 em que solicita ao Poder Executivo avaliar a possibilidade de revitalização da Praça Major João Fernandes, conhecida como Praça do Coreto, na região central do município. “Bem como a aplicação de políticas públicas para o atendimento das pessoas que hoje se encontram morando no local”, disse o parlamentar.

    O requerimento foi aprovado por unanimidade. O assunto é um problema recorrente nas cidades do Litoral Norte, não apenas em São Sebastião, mas no município chama atenção que a maior parte destes moradores está instalada em um dos principais pontos turísticos da região central, ao lado da Igreja Matriz. “Passamos ali diariamente, em frente a essa Casa de Leis, e é sabido de todos que a situação do Coreto, que vem sendo ocupado por muitos moradores em situação de rua, que estão utilizando a praça como ponto fixo, ou seja, moradia e utilizando os arbustos como banheiro e os bancos como cama. É triste ver a realidade da Praça do Coreto, que está em uma situação lastimável”, completou o vereador.

    Em agosto, a reportagem do JDL recebeu denúncia de moradores da região central sobre a situação dos moradores de rua e mostrou o problema, abordado pelo requerimento do parlamentar nesta terça-feira. O coreto que fica no meio da praça serve como abrigo aos moradores que não tem local para dormir. “Os cidadãos têm dificuldade de passar pelo meio da praça, é uma pena por ser um local bonito da nossa cidade, que está depredado e ninguém faz nada”, disse o vereador Fuly, que pede providências urgentes ao prefeito Felipe Augusto para revitalização da praça.

    O assunto foi amplamente debatido em plenário. O vereador Giovani dos Santos “Pixoxó” (MDB) também mostrou preocupação e apoiou o requerimento do vereador Marcos Fuly. “Seu requerimento veio em boa hora. Também fiz um requerimento solicitando a reforma da Praça do Coreto e a resposta não foi satisfatória”, alegou o vereador.

    Pixoxó citou o exemplo de outras cidades que adotaram o sistema de cerca nas praças que após um determinado horário fecham para evitar o acesso dos moradores de rua. “Gostaria de clamar a administração pública que faça algo pela praça. São Sebastião merece!”.

    O vereador Wagner Teixeira (AVANTE) disse que também que já abordou o assunto em requerimentos. De acordo com Teixeira, quando chegava para a sessão da Câmara nesta terça ao estacionar seu carro nas proximidades da praça foi abordado por um grupo de andarilhos que pediram dinheiro. “É uma questão de saúde pública, é triste. A Costa Sul, principalmente em Boiçucanga está abarrotado”.

    Teixeira também relatou que muitos desses moradores possuem passagem policial. “Isso tem que ser resolvido, que tratem essas pessoas com dignidade. A prefeitura tem que tomar providências”, pediu o vereador.

    Já o vereador André Pierobon (MDB) lembrou que os moradores do centro cobram a instalação de uma Casa de Passagem na cidade. “Eu peço encarecidamente que os responsáveis assumam e implantem em São Sebastião uma Casa de Passagem”.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.