• Marcello Veríssimo

    A Polícia Militar, em Ilhabela, prendeu um homem em flagrante na tarde desta quarta-feira (26) acusado de estelionato por aplicar o “golpe do Pix” em estabelecimentos comerciais na região da Vila, no centro histórico de Ilhabela.

    O flagrante aconteceu durante o patrulhamento da Atividade Delegada no arquipélago. O homem é acusado de aplicar pelo menos quatro golpes em estabelecimentos comerciais do município.

    De acordo com a polícia, o modus operandi do criminoso era sempre o mesmo e acabou despertando suspeitas. Ele efetuava compras por meio do sistema delivery e agendava o pagamento pelo pix, quando recebia os pedidos cancelava o pagamento.

    O golpe foi descoberto depois que a empresa percebeu uma diferença no caixa. De acordo com a polícia, o empresário dono do mercado denunciou o golpista e após um novo golpe, na tarde desta quarta-feira, os militares acompanharam o entregador e prenderam o homem em flagrante.

    O golpista é um aproveitador e o crime possui características de estelionato e tinha mesmo o objetivo de tirar vantagem dos outros. Por definição, estelionato é o crime de fraude praticada em contratos ou convenções, que induz alguém a uma falsa concepção para obter vantagem ilícita para si ou para os outros.

    Churrasco 

    O estelionatário foi preso antes de fazer um churrasco. Ele comprou cerveja, linguiça, carnes e carvão. Mas acabou preso pela Polícia Militar.

    De acordo com a polícia, antes do golpe no mercado, o homem também teria ido a um restaurante e usado a mesma “estratégia” agendando o pagamento por pix, mas cancelando o agendamento assim que saiu do estabelecimento. Para ludibriar o caixa, ele teria apresentado o comprovante do “pagamento”.

    O estelionatário foi recolhido à Delegacia de Ilhabela.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.