• A Prefeitura de São Sebastião, representada pelo Secretário de Meio Ambiente, Flávio Fernandes de Queiroz, realizou nesta quinta-feira (27), visita técnica à obra de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Maresias, Costa Sul, iniciada pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) como parte do contrato assinado pelo prefeito Felipe Augusto, em março de 2019, de Prestação de Serviços com a empresa, que prevê um investimento total de R$ 610 milhões em todo o município.

    A visita à estação foi acompanhada por técnicos da Sabesp e pelo Diretor de Sistemas Regionais da empresa, Antônio Carlos Teixeira.

    O Sistema de Esgotamento Sanitário Maresias (SES), cujo investimento total é de R$ 75 milhões, é composto por 27 km de redes coletoras, estações elevatórias de esgotos, 2 km de linhas de recalque (para bombeamento do efluente doméstico) e ligações domiciliares, além da Estação de Tratamento de Esgotos. As obras em Maresias beneficiarão 23,4 mil moradores.

    De acordo com a Sabesp, a ETE Maresias vai ter capacidade para tratar 122 litros de esgoto por segundo. A previsão é que as obras das estações sejam concluídas em 2024. O investimento na estação é de R$ 29 milhões.

    Na primeira fase do sistema de esgoto estão previstos coletora de esgoto, linhas de bombeamento e ligações domiciliares. A construção da ETE do sistema Maresias faz parte da segunda etapa do empreendimento.

    O diretor da Sabesp, Antonio Carlos Teixeira, informou que já foram concluídos oito quilômetros de rede coletora, de um total de 27 de quilômetros, para atender a população atual e futura.

    Barra do Una

    Dentro do contrato total, a Prefeitura e a Sabesp já entregaram, no início de 2022, a estação de tratamento do Barra do Una, parte do sistema de Sistema de Esgotamento Sanitário Barra do Una/Engenho teve um investimento de R$ 25,8 milhões.

    A Sabesp também realizou a ampliação do sistema de abastecimento de Boiçucanga– na Costa Sul, além do remanejamento da linha de recalque da Alameda Santana, do sistema de esgotamento sanitário Central, já em licitação.

    O contrato firmado pela Prefeitura e Sabesp prevê investimento de R$ 610 milhões destinados a São Sebastião nos próximos 30 anos, sendo R$ 388,7 milhões em esgotamento sanitário e R$ 200,7 milhões em abastecimento de água.

    Felipe Augusto, tem destacado o reflexo do trabalho da gestão em saneamento. “Estamos desde o início de nossa gestão empenhados. Acreditamos que, a partir do convênio, com os novos investimentos, avançamos bastante nas questões ligadas ao saneamento básico de nossa cidade. Investimentos em Saneamento Básico são investimentos na saúde pública e para nós isso é prioridade”, disse o prefeito.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.