• Marcello Veríssimo

    Centenas de apoiadores do agora presidente em exercício Jair Bolsonaro (PL) se reuniram no início da manhã desta quarta-feira (2) em frente a sede da Delegacia da Capitania dos Portos – Marinha do Brasil, em São Sebastião, para pedir intervenção federal e a queda do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    O movimento reúne moradores de Ilhabela, Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba. De acordo com os manifestantes, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal violaram as leis do país na última eleição. Os manifestantes não aceitam a vitória do petista e o movimento desta manhã corrobora com o que vem sendo realizado nos últimos dias que bloqueou rodovias por todo o país, incluindo a Rodovia dos Tamoios, em Caraguatatuba.

    Com bandeiras do Brasil, vestidos de verde e amarelo, carregando faixas e cartazes, os apoiadores de Bolsonaro cantaram o hino nacional pedindo justiça pelo Brasil. A reportagem do JDL tentou conversar com integrantes do movimento, mas eles não quiseram dar entrevista oficialmente. “É um movimento orgânico, por Justiça, não tem líder, é pelo Brasil”, disseram.

    O movimento é formado por homens, mulheres, crianças, adolescentes, famílias inteiras e idosos, que disseram que irão permanecer na frente da Marinha. Os manifestantes em São Sebastião também incentivam o público presente a seguir o Exército Brasileiro nas redes sociais e postar conteúdo sobre a manifestação, de acordo com eles, foi um pedido do filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL).

    Apesar de a imprensa nacional dizer que as manifestações foram encerradas, os apoiadores de Bolsonaro em São Sebastião contam que já abrange 2,1 milhões de pessoas por todo o país. A expectativa é que nas próximas horas sejam 6 milhões.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.