• Marcello Veríssimo

    A Rodovia dos Tamoios, na chegada a Caraguatatuba, foi liberada para o trânsito de veículos na manhã desta quarta-feira (2). O fim do manifesto que era realizado desde a noite da última segunda-feira, dia 31 de outubro, aconteceu depois que o ministro Alexandre de Moraes determinou à Polícia Rodoviária Federal e às polícias militares dos estados o desbloqueio das rodovias.

    O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), confirmou a atuação da Polícia Militar no desbloqueio de rodovias estaduais. Garcia disse que não descartava o uso da força caso os manifestantes insistissem em permanecer nas vias, mas não foi necessário.

    A reportagem do JDL chegou a receber relatos de uso da força policial na altura do bloqueio em Caraguatatuba, sem conseguir confirmar as informações.

    A concessionária que administra a rodovia informou que o bloqueio foi encerrado por volta das 9h40 da manhã desta quarta-feira. “Acabou o bloqueio do Km 82, Caraguatatuba, feito por manifestantes. O bloqueio foi iniciado na segunda-feira por volta das 21h, com retenção de veículos de carga. A rodovia dos Tamoios está agora totalmente liberada, com trânsito livre nos dois sentidos”.

    Ainda na noite de segunda-feira, caminhoneiros e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro deram início aos bloqueios em rodovias estaduais e federais por todo o país, incluindo a Tamoios, que é a principal ligação de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, com Caraguatatuba, no Litoral Norte.

    Os manifestantes organizaram um movimento em grupos de Whatsapp. De acordo com eles, a adesão foi maciça por várias pessoas. Além dos caminhoneiros, também aderiram famílias inteiras, os chamados patriotas, que usavam camisetas e empunhavam a bandeira do Brasil.

    Nesta quarta-feira havia apenas um bloqueio na Rodovia Presidente Dutra, em São José dos Campos. 667 rodovias já estão liberadas em todo o Brasil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.