• Marcello Veríssimo

    A Polícia Militar, em São Paulo, informou aos jornalistas que todas as rodovias interditadas pelas manifestações contrárias ao resultado do segundo turno das eleições foram liberadas na tarde desta quinta-feira (3). De acordo com a polícia, foram dissolvidos 378 pontos que estavam bloqueados em avenidas da Grande São Paulo e em rodovias estaduais e federais.

    A PM informou que foram aplicadas mais de 260 multas aos motoristas que desrespeitaram a ordem para liberar as vias. O valor da multa foi determinado pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, no valor de R$ 100 mil.

    Desde o início da semana, na segunda-feira (31), após ordem de Moraes, a Polícia Militar seguiu trabalhando para encerrar os bloqueios nas rodovias, liderados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL). A PM informou que na segunda foram liberados 13 pontos, na terça 64 e nesta quinta-feira 208 rodovias foram desobstruídas.

    A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que o objetivo das forças policiais desde o início das manifestações no último domingo (30) foi manter a ordem e primordialmente estabelecer o diálogo com os manifestantes como modo de promover a liberação das rodovias. A polícia coordenou as ações com a atuação das tropas de Choque, dos Baeps – Batalhões de Ações da Polícia e também dos comandos de policiamento de cada região possibilitou a rápida remoção dos manifestantes.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.