• Desde o início da atual gestão municipal, cinco dos principais manguezais da cidade são monitorados pela Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM), por meio da Divisão Socioambiental para ações de educação ambiental, conscientização, tanto com munícipes, instituições do terceiro setor, sociedade civil organizada, entidades de classe, bem como, com os alunos da rede de ensino municipal, estadual e particular.

    Segundo a SEMAM, manguezais, cuja vegetação é o mangue, são ecossistemas litorâneos, que ocorrem na transição entre terra firme e mar. São importantes para o clima do planeta e para a manutenção da biodiversidade, além de protegerem planícies costeiras da erosão.

    Em São Sebastião, os principais manguezais são o da Enseada, do Colhereiro, próximo à balsa que leva a Ilhabela, Araçá, bairro Varadouro, manguezal do bairro Juquehy e da Barra do Sahy. Sua fauna é formada espécies como crustáceos, peixes, aves, insetos, répteis e mamíferos aquáticos.

    Em suas ações em manguezais, os agentes da Divisão Socioambiental da SEMAM sempre encontram parceiros e levam escolas, crianças e adolescentes que ouvem as explanações sobre a importância do mesmo. Na sequência, todos empenham-se em promover uma limpeza na área, retirando resíduos sólidos do local. Algumas vezes, com apoio de Ongs de mergulhadores e até barqueiros.

    Desde 2017 foram feitos, ao todo, 45 ações em manguezais e praias. Foram recolhidas aproximadamente nove toneladas de resíduos sólidos, com a participação de, no mínimo 500 pessoas entre voluntários, Ongs, turistas, e estudantes de escolas municipais e estaduais. Até o final deste ano, mais três ações estão previstas nos manguezais da Enseada, do Colhereiro e do Araçá.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.