O Governador Rodrigo Garcia deu início nesta quinta-feira (1º) à Operação Chuvas de Verão 2022/2023. O evento realizado pela Defesa Civil Estadual reuniu representantes de 177 cidades que fazem parte do PPDC (Plano Preventivo de Defesa Civil) e contou com ciclo de palestras orientadoras sobre gestão de riscos e desastres e estratégias de comunicação durante a Operação Chuvas de Verão.

Além disso, foram lançadas as campanhas “Não se Arrisque”, “Projeções meteorológicas para o verão” e “Ações do Departamento de Proteção e Defesa Civil” pela Defesa Civil Estadual.

“Os desafios das chuvas de verão são sempre muito grandes, principalmente no estado como o nosso, que tem muitos relevos acidentados. Então, cada ano o governo se prepara com compra de equipamentos, faz treinamentos e fortalece o sistema de Defesa Civil, justamente para evitar mortes e tragédias. Nós vamos continuar investindo em infraestrutura e habitação de qualidade”, disse Rodrigo Garcia.

Nos meses que antecederam a Operação Chuvas de Verão, equipes volantes da Defesa Civil percorreram o estado de São Paulo capacitando os agentes de defesa civil municipal. Foram realizadas oito oficinas com aulas teóricas e práticas sobre como agir diante de ocorrências, como deslizamento de terra, inundação, montagem de abrigo e gestão de crise. Ao todo foram capacitados cerca de 800 agentes municipais, que serão multiplicadores em suas regiões.

A Defesa Civil do Estado trabalha com medidas para minimizar os desastres e proteger a população, especialmente as que residem em áreas mais vulneráveis. O Estado conta com 813 instrumentos de identificação de risco, que atendem 322 municípios com maior vulnerabilidade para deslizamentos e inundações.

Estes instrumentos de setorização e mapeamento de risco são oferecidos aos municípios por meio de estudos que, além de estimar a potencial ocorrência de um evento adverso – como deslizamentos de terra e inundações -, também levam em conta as características dos elementos a ele expostos – como pessoas e edificações – e seus possíveis impactos. Sua finalidade é fornecer subsídios para a gestão de riscos e a prevenção de desastres ao poder público municipal.

Durante o evento, foram entregues ainda 477 viaturas da Defesa Civil para 31 municípios paulistas. A entrega faz parte da ação de aparelhamento, para o fortalecimento das Defesas Civis Municipais. Ao todo já foram entregues 478 viaturas, com um investimento de R$ 76 milhões.

Inovações Operação 2022

Nos últimos meses, os diretores da Defesa Civil vêm se reunindo com outros órgãos para discutir a implantação de novas tecnologias para prevenção de desastres e consequentemente preservação de vidas. Um exemplo disso é o monitoramento das encostas por sensores que captam a movimentação do solo e com isso emitem alertas para o Centro de Gerenciamento de Emergências da Defesa Civil. Já há um projeto piloto em andamento no município de Franco da Rocha.

A população já conta com a emissão de alertas pelo WhatsApp. Agora, além do envio dos alertas pelo SMS 40199, as mensagens são recebidas pelo aplicativo de conversas instantâneas. Basta um cadastro enviando uma mensagem para o número 61-2034-4611 e seguir as orientações do chatbot.

Outra importante inovação é a ferramenta de monitoramento em plataforma georreferenciada, capaz de identificar, em tempo real, áreas com possibilidade de deslizamento de terra em todo o território do estado de São Paulo. A nova tecnologia foi desenvolvida pela Climatempo e disponibilizada para a Defesa Civil Estadual. A ferramenta utiliza dados de estações meteorológicas de superfície, satélites e radares.

Os dados gerados por estes instrumentos suportam os modelos de previsão que juntamente com o histórico de ocorrências do banco de dados da Defesa Civil, elaboram as previsões. Com uso de inteligência artificial todas estas informações são cruzadas e é possível estimar locais com risco iminente a sofrerem um deslizamento de terra. Este monitoramento será disponibilizado em operação de 24 horas durante o período chuvoso, quando estaremos emitindo boletins, avisos e alertas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *