Marcello Veríssimo

A Polícia Civil, em Ilhabela, apreendeu nesta quarta-feira (11) novas provas contra o fotógrafo preso na última terça-feira por fotografar uma adolescente seminua em uma praia do arquipélago. De acordo com a polícia, foram apreendidos cartões de memória, um HD externo, pen drives e um telefone celular, que estavam escondidos no quarto do fotógrafo.

A Polícia Civil de Ilhabela informou aos jornalistas que, em uma análise preliminar, localizou diversas imagens de menores em situações comprometedoras de conteúdo erótico.

O fotógrafo confessou a posse das imagens, e disse que eram conteúdos da deep web. Deep web é o nome que se dá para a chamada zona proibida da internet, que não pode ser detectada facilmente pelos tradicionais mecanismos de busca, ou seja, o local perfeito para que os navegantes tenham privacidade e anonimato para navegar por temas de caráter ilegal e imoral.

A Polícia Civil informou que segue investigando o caso. Todo material apreendido passará por novas análises. O fotógrafo continua preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *