Marcello Veríssimo

O promotor do MPSP Tadeu Salgado Badaró defendeu sua tese no curso de Especialização em Museologia, Cultura e Educação da USP (Universidade de São Paulo), no último dia 9. De acordo com Badaró, a tese busca defender o patrimônio público, um dos pontos fortes de sua atuação como promotor, mas sob um prisma diferente: revertê-lo em benefício de toda a sociedade em vez de somente reprimir seu uso de forma ilegal.

O trabalho O que é a “república”? Uma investigação sobre o conceito de república na cultura dos povos tradicionais têm como pano de fundo a Ilha das Cabras, ao sul de Ilhabela, que foi alvo de uma investigação contra o ex-senador Gilberto Miranda, que por anos usufruiu a mansão que fica na ilha. A reportagem do JDL foi a segunda equipe de jornalismo a entrar na ilha, em setembro do ano passado.

De acordo com a tese, orientada pela professora Luciana Pasqualucci, essa é a missão institucional do novo Museu de História, Cultura e Antropologia do Litoral Norte do Estado de São Paulo, que tem parceria com a UNESCO.

Em sua monografia, Badaró detalha o histórico de ocupação da Ilha das Cabras, que fica em uma área de conservação e proteção integral, e as mais de três décadas de batalha judicial contra Gilberto Miranda.

Ao Jornal da USP, a professora e orientadora disse que a monografia é o resultado de uma investigação sobre a forma como o conceito de república é expressado na cultura dos povos tradicionais. “O trabalho apresenta subsídios para a implantação do Ilha Museu, sendo este uma representação do que há de mais contemporâneo no cenário da museologia e do patrimônio cultural”.

A banca que avaliou o trabalho ainda teve a participação das professoras Marilia Bonas (diretora técnica do Museu do Futebol) e Claudineli Moreira Ramos (secretária de Cultura de Mogi das Cruzes ).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *