A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Habitação e Gestão Territorial, utiliza um software específico para gerenciar, armazenar e gerir dados espaciais do município, integrando a gestão territorial e facilitando processos.

“O GeoPixel busca integrar toda a gestão territorial para facilitar e tornar mais eficientes os processos que, na maioria das vezes, são muito burocráticos”, explica o técnico em geoprocessamento, Douglas Pereira.

Na área de regularização fundiária, a Secretaria baseia-se em uma ortofoto recente, feita por um aerolevantamento, para verificar as áreas onde precisam ser regularizadas e os IPTUs atualizados.

Já no Departamento de Cadastro, a ferramenta de geoprocessamento é utilizada para inserir todas as informações cadastrais dos imóveis. “Nós atualizamos as informações tanto para alimentar o sistema e contribuir para o trabalho de outros departamentos, quanto para a consulta da população”, explica a diretora de cadastro, Rosineia Machado.

Especificamente no Departamento de Obras, o software confirma os dados apresentados pela Fiscalização, sendo muito utilizados para construção, fachada, revisão territorial, padrão construtivo, reforma, entre outras atividades.

Entretanto, de acordo com Douglas, a ideia é que a utilização regular do geoprocessamento se dissemine para outras secretarias. “Estamos fazendo o mapeamento para a identificar a necessidade de cada área da Prefeitura”, diz.

A partir de fevereiro, a terceira versão da ferramenta será instalada. Além disso, o sistema mobile está sendo contratado para conseguir abarcar também o sistema de fiscalização a partir de dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

By srneto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *