Marcello Veríssimo

O Carnaval já é oficial em São Sebastião. A Corte oficial da festa em 2024 foi eleita na cidade e é formada pela Rainha Carolainne Thabata, a dona da festa, pelo Rei Momo Ruan Müller de Paula, e as princesas Mayara Vicente e Katia Fernandes

A escolha da corte aconteceu no Complexo Turístico da Rua da Praia, na região central do município, com 12 candidatas a rainha e princesas da folia de momo. Outros seis participantes disputaram o posto de rei momo.

Os concorrentes foram avaliados por cinco profissionais especialistas na área artística (Alex Martins, Ana Carolina Câmara Lobato, Quiara Jofre, Tathiana Valério e Valquíria Vieira).

De acordo com a prefeitura, a vencedora ao título de Rainha do Carnaval de São Sebastião, Carolainne Thabata contabilizou 92 pontos.

Ruan Müller, o Rei Momo, desbancou seus concorrentes com 72,5 pontos. A Primeira Princesa, Mayara Vicente, totalizou 91,5 pontos e Katia Fernandes, a Segunda Princesa, 90,8 pontos.

Premiação

De acordo com a prefeitura, os eleitos a Rei e Rainha do Carnaval levaram para a casa o prêmio de R$ 10 mil cada um. Já a Primeira Princesa ganhou R$ 7 mil e a Segunda Princesa, R$ 6 mil (valores brutos).

A agenda da corte agora segue até o início da festa participando de eventos oficiais da folia.

Sambas

Durante o evento para a escolha da Corte do Carnaval, as escolas de samba de São Sebastião apresentaram seus sambas-enredo. O evento ainda animou o público com o show do cantor Ivo Meirelles.

Ordem

Em São Sebastião, o desfile das escolas de samba acontece no dia 12 de fevereiro, a partir das 20h, na passarela do samba na Rua da Praia.

A primeira escola a desfilar será a Leões da Vila (20h), na sequência X-9 do Litoral Norte (21h), Sol da Vila Amélia (22h), Acadêmicos de São Francisco (23h), Ki-Fogo (0h) e, fechado o desfile a Mocidade Independente da Topolândia (1h).

Origem

De acordo com a prefeitura, a noite também foi de homenagens a dona Paula Gallani, primeira dama do samba no município, que deixou um legado à cultura da cidade. Na ocasião, foi realizado o lançamento do troféu Paula Gallani, que vai homenagear anualmente uma personalidade do carnaval local.

Junto com seu marido Geraldo Barros, em 1969, Dona Paula, como era conhecida, fundou a escola de samba “Estrela do Mar” do Litoral Norte.

Paula e Geraldo ainda contaram com o apoio do mestre de bateria Dionísio para realizar a empreitada. A primeira escola de samba da cidade contava com aproximadamente 50 componentes. Foi com esse desfile que teve origem o carnaval de rua na cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *