Marcello Veríssimo

Após 10 dias de buscas e mais de 75 horas de voo pela Serra do Mar sem nenhum sinal dos tripulantes ou do helicóptero Robinson R44, que desapareceu no último dia de 2023, familiares das duas passageiras e do piloto disseram aos jornalistas que concordaram em contratar mateiros para auxiliar nas buscas por terra.

A tripulação iria aproveitar a noite de Réveillon em Ilhabela, mas o helicóptero não completou a viagem. Além do piloto, os outros três tripulantes também estão desaparecidos.

Os familiares de Luciana Rodzewics e Letícia Rodzewics se reuniram nesta terça-feira (9) com a advogada do piloto da aeronave Cassiano Teodoro, no aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, de onde o helicóptero Robinson decolou. Os familiares do empresário Raphael Torres, que fez o convite a Luciana e a filha, não participaram da reunião.

A irmã de alucina e tia de Letícia, Sílvia Santos, disse ter esperança que os tripulantes estejam vivos. “Os quatro estão com vida só esperando chegarmos lá, os mateiros, a polícia, seja quem for”. Silvia disse que a família está destruída. “Nós vamos para lá (Litoral Norte) para isso, ver pessoalmente o que está acontecendo, é angustiante e dolorido. A única coisa que precisamos é nos unir, um ajudar o outro ”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *