Marcello Veríssimo

As chuvas causaram novos transtornos nos municípios do Litoral Norte nesta quinta-feira (25). Choveu durante todo o dia. Desde cedo, a reportagem do JDL acompanhou os desdobramentos das principais ocorrências atendidas pelas Defesas Civis.

Em São Sebastião, a chuva não deu trégua neste primeiro mês do ano, que já acumula quase 300 milímetros. Para se ter uma ideia da intensidade das chuvas no mês, em Boiçucanga, na costa sul do município, entre os dias 1 e 24 de janeiro fod registrados
297,51 milímetros de chuva.

Em Juquehy, o volume é ainda maior, 290,74 mm, com recorde de 208 mm em 96 horas.

De acordo com o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), o maior volume de chuva registrado foi no bairro Cambury, com 183,96 mm e em Juquehy 2 com 183,59.

A prefeitura informou que os pluviômetros de Paúba, Boiçucanga, Boiçucanga 2, Toque-Toque Pequeno, , Maresias, Praia das Cigarras Jaraguá, Pontal da Cruz, Enseada, Porto Grande e Morro do Abrigo ultrapassaram a média dos 100 mm.

Serra

Até por volta das 20h, a serra antiga da Rodovia dos Tamoios (SP 99) ainda estava interditada por conta de deslizamentos de terra e alto volume de chuva.

De acordo com a concessionária que administra a rodovia, a interdição do trecho que dá acesso à Caraguá começou às 22h de quarta (24), foi liberada horas depois e voltou a ser novamente interditada na tarde desta quinta-feira (25).

Durante todo o dia, a Operação Comboio foi realizada na Serra Nova, no esquema Pare e Siga. Mas motoristas reclamaram que a operação acontecia de forma lenta com espera de até duas horas nos dois sentidos da rodovia.

Pela serra nova, não é permitido trafegar em ambos os sentidos
simultaneamente.

Balsa

A chuva também prejudicou o sistema da travessia de balsas entre São Sebastião e Ilhabela, também paralisada durante a tarde desta quinta-feira em razão das fortes rajadas de vento que atingiram o canal que separa as duas cidades.

De acordo com o Departamento Hidroviário, que opera a travessia, o serviço foi normalizado assim que a tempestade passou e na noite desta quinta-feira o tempo de espera estava dentro da normalidade de 30 minutos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *