Marcello Veríssimo

A Polícia Federal, em São Sebastião, informou na tarde desta sexta-feira (2) que adiou o depoimento do ex-presidente da República Jair Bolsonaro (PL) sobre o inquérito que apura se ele é o responsável por importunar uma baleia jubarte durante passeio de jet-ski em junho do ano passado.

A oitiva que estava marcada para o próximo dia 7 foi adiada por 20 dias e a nova data escolhida é 27 de fevereiro.

O ex-presidente vem sendo investigado desde junho do ano passado após um passeio de jet ski, enquanto esteve na região hospedado na casa do seu advogado Fabio Wajngarten, que esteve junto no passeio e também deve ser ouvido pela Polícia Federal.

A investigação policial começou depois que um vídeo nas redes sociais mostrava uma moto aquática com o motor ligado bem próximo da baleia.

De acordo com a legislação de pesca brasileira, é proibido o “molestamento intencional” desses animais nas áreas litorâneas. A pena para esse tipo de crime é de dois a cinco anos de prisão, além de multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *