Marcello Veríssimo

Um ano depois da tragédia com a tempestade que devastou a costa sul de São Sebastião, o repórter Maurício Ferraz voltou ao local em uma extensa reportagem para o Fantástico.

Maurício também esteve na época dos deslizamentos na Vila Sahy, epicentro da tempestade, que matou 64 pessoas.

Repórter experiente, Maurício passou duas semanas na cidade reencontrando personagens com quem havia falado há um ano e passou por cenários importantes da tragédia.

Ele também falou com o governador de São Paulo Tarcisio de Freitas (Republicanos) que disse estar à frente das melhorias que vêm sendo realizadas no bairro para evitar novos problemas, entre as medidas está a sirene que dispara toda vez que chove forte.

De acordo com a reportagem, a Vila Sahy é um bairro construído em área de risco. Nesta segunda-feira (19), um novo conjunto habitacional totalmente mobiliado e sem custos será entregue para as vítimas da tragédia, mas ainda existem moradores que resistem em deixar suas casas. “Construímos nossa vida aqui [na Vila Sahy] e essas obras de contenção também nos dão mais segurança”, disse um líder comunitário do bairro.

A reportagem também mostrou o drama das famílias que ainda permanecem na casa de passagem, construída na Topolândia, com cômodos de 18 metros quadrados, sem ventilação.

Entrega

Nesta segunda-feira (19), o governador entrega mais 518 unidades habitacionais no bairro Baleia Verde, na costa sul, a partir das 10h.

São 518 imóveis construídos em uma área de 39,3 mil m².

De acordo com o governo, são 30 prédios de quatro pavimentos e 20 casas térreas, além de 18 unidades adaptadas para pessoas com deficiência e quatro centros de apoio ao condomínio. Cada moradia terá 41 m², com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *