Marcello Veríssimo

Equipes da 5ª Companhia de Polícia Militar Ambiental Marítima do 3 BPAmb (Batalhão de Polícia Ambiental) realizaram flagrantes de pesca e comércio ilegal de pescado no último sábado (17) na região. Os casos foram divulgados no final da tarde desta segunda-feira (19).

De acordo com a polícia, o primeiro flagrante foi registrado na Praia Centro durante patrulhamento ostensivo e preventivo na orla e se depararam com um pescador utilizando uma “tarrafa”, que é uma rede de pesca circular, de malha fina com pesos na periferia e um cabo fino no centro, pelo qual é puxada.

O pescador não tinha carteira de profissional, documento que é exigido pela legislação pesqueira vigente. Ele foi multado em R$ 2 mil e a rede foi apreendida.

Camaroeiro – No entreposto do camaroeiro, na região central, os militares flagraram a venda de um Robalo-Flexa em um dos boxes. O peixe estava em exposição e também havia exemplares dentro do box.

No total foram apreendidos 10 quilos do peixe. O estabelecimento foi multado em
R$ 2,4 mil. Os robalos foram doados para o Lar Vicentino de Caraguatatuba.

De acordo com a polícia, agora, os infratores flagrados terão de comparecer a SEMIL (Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo) para prestar esclarecimentos.

Denúncias a Polícia Ambiental podem ser feitas pelo telefone (12) 3842-0123.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *