Marcello Veríssimo

Neste dia 20 de fevereiro é celebrado o Dia Nacional de Combate às Drogas.

De acordo com as forças de segurança, a data tem por objetivo alertar e conscientizar a população sobre os malefícios causados pelo abuso de substâncias químicas, não só ao organismo como também para toda sociedade.

Mas, segundo fontes ouvidas pela reportagem, a política antidrogas no país ainda caminha bem devagar. Um aspecto que confronta a versão oficial do governo estadual que mostra que a realização de políticas antidrogas implica não somente ações de prevenção para o uso abusivo, mas também, ações para redução da produção e circulação de drogas.

De acordo com o governo, esse é o papel desenvolvido pela Polícia Militar de São Paulo, que atua na prevenção e ostensividade diuturna, o que corrobora na diminuição da produção e circulação dos entorpecentes.

A PM informou aos jornalistas nesta terça-feira (20) que segue empenhada em combater o uso e o tráfico de drogas, além de atuar diretamente nas consequências criminais direta ou indiretamente para toda a sociedade.

Tratamento

Mais do que combater a ação do tráfico e dos traficantes, as políticas públicas contra as drogas devem tratar dos dependentes químicos. E isso acontece com a atuação das unidades dos Caps Ad (Centro de Atenção Psicossocial) Álcool e Drogas, serviço da rede pública de saúde.

Para se ter uma ideia, os números do governo estadual mostram que ano passado foram apreendidas mais de 240 toneladas de entorpecentes em todo o estado.

Isso quer dizer que mais pessoas estão com menos acesso aos entorpecentes e mais chances de começar o tratamento de recuperação.

De acordo com representantes da irmandade de Narcóticos Anônimos na região, em todo o Brasil existem 1.516 grupos abertos para receber esse público em 4.269 reuniões semanais. No Litoral Norte, atualmente 10 grupos estão abertos e 25 reuniões semanais. São 49 horas de reunião por semana, em média.

Narcóticos Anônimos também aumentou sua presença nas principais redes sociais. O perfil oficial da organização sem fins lucrativos no Instagram conta com mais de 23 mil seguidores, além da fan page oficial no Facebook e grupos, sejam eles oficiais e abertos por integrantes da plataforma.

Entre os dias 6 e 31 de janeiro, as publicações de N.A tiveram alcance em mais de 171 mil contas e 265 mil impressões

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *