Marcello Veríssimo

Após o término do ISA Games, em Porto Rico, o mundo do surfe voltou sua atenção novamente para o Tour 2024 da WSL (World Surf League), a Liga Mundial que reúne a elite do esporte.

A WSL deu início nesta quarta-feira (6), na terceira etapa do circuito mundial, em Peniche, Portugal. Sem Filipe Toledo, que deixou o circuito para cuidar da saúde mental e focar nas Olimpíadas, a “Brazilian Storm” conta com sete surfistas.

O tricampeão de Maresias, na costa sul de São Sebastião, Gabriel Medina, ficou em terceiro na sua bateria e agora terá que passar pela repescagem para continuar na disputa.

O outro surfista brasileiro, Deivid Silva também foi para a repescagem com nota 9,84.

Miguel Pupo, também de Maresias, terminou a nona bateria do dia em segundo lugar totalizando 10,50. A bateria foi vencida pelo surfista marroquino Ramzi Boukhiam com 11,27.

O terceiro colocado foi o australiano Ryan Callinan com 8,43.

Gabriel Medina entrou no mar somente na décima bateria. Ele terminou a bateria com 8,16. Samuel Pupo venceu com 15,00 e o segundo colocado foi o surfista italiano Leonardo Fioravanti que conquistou nota 11,50.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *