Marcello Veríssimo

Moradores do Barranco Alto, na região sul de Caraguatatuba, comemoram nesta segunda-feira (1) a notícia do fechamento da chamada ATT (Área de Transbordo e Triagem), que ficou conhecida como “Lixão do Barranco”.

O Jornal do Litoral foi o primeiro veículo de comunicação da região a revelar os problemas no local. A Prefeitura de Caraguatatuba divulgou nesta segunda-feira que vai iniciar nos próximos dias o fechamento da área para iniciar os trabalhos de desmobilização, que incluem avaliação ambiental e a destinação correta dos resíduos acumulados no local.

De acordo com a prefeitura, o fechamento da área faz parte do cumprimento da sentença exarada da Ação Civil Pública no. 1000336-31.2022.8.26.0126.

A sentença determina que entre os serviços seja executado a elaboração do Plano de Desmobilização, além da segregação dos materiais acumulados no local, transporte dos resíduos, entre outros.

O prazo para a execução do trabalho pode durar até dois anos. Tempo que para os moradores que convivem com o mau cheiro e todos os incômodos causados pelo lixão parecia que não tinha prazo para acabar. “É um alívio saber que finalmente vão dar um destino adequado para esta área tão grande e que causou problemas tão grandes para nós por anos”, comemorou a moradora Lisa Aranha.

A área amanheceu fechada nesta segunda-feira (1) para qualquer recebimento de material.

De acordo com a Justiça, o descarte de lixo no local fica proibido tanto para os resíduos gerados pela prefeitura como os de particulares, segundo a Ação Civil Pública.

A prefeitura informou aos jornalistas que os resíduos de varrição e poda, resultado da limpeza pública, serão encaminhados para a empresa vencedora da concorrência pública para garantir o tratamento adequado destes materiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *