Marcello Veríssimo

O GBMar (Grupamento de Bombeiros Marítimos), em Ilhabela, continua a operação de busca pelos corpos dos dois pescadores que desapareceram no mar, após a embarcação em que eles estavam naufragar na última sexta-feira (19). Nesta segunda-feira (22) é o terceiro dia consecutivo de operações, que começaram por volta das 7h.

Ainda no fim de semana, horas depois do acidente, o corpo do médico veterinário Tsuyoshi Yamaguti, 65, foi encontrado em uma costeira ao sul do arquipélago, no sábado (20).

De acordo com o GBMar, os outros dois pescadores têm 71 e 33 anos, o trio de pescadores era morador em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo e estava passando o fim de semana para pescar na região. No sábado, os bombeiros encontraram mochilas no mar que podem ser dos pescadores.

O velório do médico veterinário ocorreu neste domingo (21), no cemitério Nossa Senhora do Bonsucesso, em Guarulhos. O filho de Tsuyoshi disse nas redes que no dia do acidente, o pai estava feliz. “Na visão dos familiares e amigos, [ele] era muito alegre, otimista e sonhador. Amava pescar e aproveitar a vida, colecionava amigos e histórias por onde passava. Essa foto é do dia do acidente, [ele] estava todo feliz”, disse ele.

De acordo com os bombeiros, os três pescadores de Guarulhos alugaram uma casa para passar o fim de semana em Ilhabela, no bairro dos Borrifos, no Sul da ilha.

Por volta das 15h de sexta-feira, eles saíram para pescar. O pequeno barco de alumínio em que estavam teria virado e lançado os três ao mar.

Os bombeiros foram acionados por volta das 21h50 de sexta-feira, pela pessoa que alugou a casa para os três, que ficou preocupada pois o grupo não retornou. A locatária disse ao GBMar que ouviu gritos vindos do mar e, em seguida, avistou uma pessoa nas pedras próximas da costeira.

Escuridão

O GBMar foi ao local, mas como estava escuro e o mar revolto, não conseguiu encontrar o corpo e aguardar o dia nascer para voltar ao local. Já no sábado (20) o corpo de Tsuyoshi foi localizado e levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Caraguatatuba antes de ser liberado à família.

By srneto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *