Marcello Veríssimo

A Prefeitura de Ilhabela abriu oficialmente nesta segunda-feira (3) a temporada 2024 de avistamento de golfinhos e baleias na cidade. Período que já se tornou tradição no calendário de eventos da região, é o momento em que as enormes baleias jubarte passam pelo Canal de São Sebastião, que faz divisa com o arquipélago.

A cerimônia aconteceu ao lado do píer do Perequê, na região central, junto a tenda do projeto Baleia Jubarte. No ano passado, a ilha, que é pioneira neste tipo de turismo na região, registrou 787 avistamentos de jubartes, e tem promovido a atividade de forma sustentável.

Para a temporada atual, um dos destaques é a abertura do novo espaço de 4.600 m² à beira-mar, dedicado à imersão do público no mundo dos cetáceos, que fica entre a Praia Grande e o Curral, região Sul do arquipélago. O local funcionará como sede do Instituto Baleia Jubarte, que há 35 anos se dedica à preservação dos cetáceos e utiliza o turismo de observação de baleias como ferramenta de pesquisa e educação ambiental.

O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci (PL), disse que é uma conquista importante para incrementar ainda mais o turismo na ilha. “Foi um trabalho árduo para esta conquista que já gera ótimos resultados para a cidade”, disse o prefeito. “Concedemos o terreno para o Instituto Baleia Jubarte, que construirá a sede e trará toda sua expertise sobre o universo dos cetáceos para Ilhabela. Este novo equipamento permitirá que as pessoas se encantem com as baleias e golfinhos durante todo o ano”, completou Colucci, que ainda afirmou que a iniciativa vai fortalecer o turismo e aquecer a economia, com geração de mais empregos e renda no município.

O secretário de Desenvolvimento e Turismo, Harry Finger, disse que a temporada 2024 de se inicia com grande satisfação. “Temos o privilégio de ter em Ilhabela instituições capacitadas, como o Instituto Baleia Viva e o Baleia Jubarte. Criamos o selo Cidade Amiga das Baleias em Ilhabela, isso é desenvolver o turismo de forma sustentável, afinal Ilhabela é um destino da natureza”.

O evento também reuniu autoridades políticas como o vice-prefeito João Pedro, a secretária de Turismo, Lídia Sarmento, o presidente do instituto Baleia Jubarte, Eduardo Camargo e Júlio Cardoso, do projeto Baleia à Vista.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *