Marcello Veríssimo

O verão começa na próxima quarta-feira (21) e, com a chegada da nova estação, os olhares de todos se voltam para o Litoral Norte. O principal atrativo da região, a praia, também passa por alterações no seu cenário habitual de sombra e água fresca.

A balneabilidade das praias, ou seja, a qualidade da água do mar tende a ficar comprometida com o alto número de banhistas, aliado às fortes chuvas e a falta de saneamento básico adequado nos municípios.

De acordo com o boletim de balneabilidade da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) neste final de semana, sete praias e um rio estão inadequados para o banho de mar nas quatro cidades da região. Os dados da companhia mostram que não houve alterações na qualidade da água da semana passada até hoje com o número de praias com bandeira vermelha permanecendo o mesmo.

Pelo boletim de balneabilidade da Cetesb é possível ver que as bandeiras vermelhas seguem nas praias que são próximas dos bairros residenciais, nas áreas urbanas e estão longe das praias badaladas com status de paraisos de verão.
Em Ilhabela, estão impróprias as praias da Armação e Itaquanduba, ambas do lado norte da ilha.

De acordo com a Cetesb, em São Sebastião, seguem poluídas as praias São Francisco e Arrastão.

Em Ubatuba, duas praias foram classificadas com impróprias para o banho de mar, o Itaguá e a praia da Enseada. Na cidade, a análise da Cetesb ainda constatou que o rio Itamambuca está impróprio.

Em Caraguatatuba, a Prainha, que é uma das mais procuradas pelos turistas na cidade segue com bandeira vermelha.

As praias classificadas como impróprias devem ser evitadas devido ao risco de doenças transmitidas pela presença do esgoto na água do mar. A Cetesb monitora semanalmente 98 pontos no litoral norte e o resultado é divulgado todas as sextas-feiras no site da companhia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *