Marcello Veríssimo

O Instituto Argonauta divulgou nesta quarta-feira (4) o balanço de atendimento em ocorrências com salvamento de animais marinhos em todo Litoral Norte durante o ano de 2022. O levantamento compreende os trabalhos realizados em Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. O trabalho integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

No âmbito do projeto, o balanço mostra que foram 1.288 ocorrências com cerca de 30 espécies de animais marinhos em toda a extensão do litoral, entre animais vivos (18%) e mortos (81%).

De acordo com os dados, deste total, o grupo de animais que teve maior atendimento de ocorrências foi o das tartarugas-marinhas com 794 atendimentos. Cerca de 2% das ocorrências envolvem animais vivos, 98% animais mortos.

O Argonauta informou que, com relação ao grupo de aves marinhas, foram 382 ocorrências, sendo 27% de animais vivos e 73% de mortos. O grupo dos mamíferos totalizou 112 ocorrências, com 3% de animais vivos e 97% mortos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *