Marcello Veríssimo

Álcool e direção não combinam. Durante o feriado prolongado da Independência, no último fim de semana, o Detran-SP realizou blitze da Operação Direção Segura, em Caraguatatuba.

De acordo com o balanço, 15 motoristas foram autuados por recusar fazer o teste do bafômetro. 323 motoristas foram abordados na operação, que aconteceu na avenida Dr. Arthur Costa Filho (Rua da Praia), região central do município.

O objetivo foi reduzir prevenir os acidentes causados pelo consumo de bebida alcoólica combinado com direção. As abordagens tiveram apoio das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica.

O Detran lembra que tanto dirigir sob efeito de álcool quanto se recusar a soprar o bafômetro são consideradas infrações gravíssimas, segundo os artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Nesses casos o valor da multa é de R$ 2.934,70 e o motorista responde a processo de suspensão da carteira de habilitação. Se houver reincidência no período de 12 meses, a pena é aplicada em dobro, ou seja, R$ 5.869,40, além da cassação da CNH.

Embriaguez ao volante – Nos casos de embriaguez ao volante, que ocorrem quando o motorista apresenta índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro, também fica configurado como crime de trânsito. “Quando condenado, o motorista, além da multa e suspensão da CNH, cumpre de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a Lei Seca, também conhecida como “tolerância zero””, informou o Detran-SP.

Além de Caraguá, no último fim de semana, outras três blitze da Operação Direção Segura Integrada foram realizadas no estado com ações em Ibitinga e na cidade de São Paulo.

No total, 1.043 veículos foram abordados, dos quais 49 motoristas foram autuados por alcoolemia, sendo que 44 se recusaram a fazer o teste do bafômetro. Outros quatro foram multados por dirigirem sob influência de álcool (índice de até 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido) e um foi autuado por crime de trânsito (índice maior que 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *