Na próxima quarta-feira (29), às 20h, os sebastianenses e visitantes terão a oportunidade de assistir, gratuitamente, no Teatro Municipal de São Sebastião, a exibição do longa-metragem ‘Meu Nome é Gal’. A entrada é gratuita e o público será recepcionado a partir das 19h, não havendo retirada de ingressos antecipadamente.

O filme, com direção de Dandara Ferreira e Lô Polit, teve grande parte das gravações no município de São Sebastião, cenário escolhido pela Paris Filmes.

O bairro São Francisco, o Hotel Porto Grande e a Praia de Maresias serviram de locação para contar trechos da vida da cantora Gal Costa na Bahia e no Rio de Janeiro.

Estrelado por Sophie Charlotte, o elenco conta também com a participação de Rodrigo Lelis, Dan Ferreira, Chica Carelli, Camila Márdila, Luis Lobianco, George Sauma, entre outros atores renomados.

A atriz sebastianense Sônia Maria foi escolhida pela produção para viver a proprietária do ‘Solar da Fossa’, pensão que funcionou entre os anos 1964 e 1971, no Bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro e que abrigou jornalistas, artistas plásticos, poetas, compositores, famosos como Caetano Veloso, Paulinho da Viola, Gal Costa, Paulo Coelho, José Wilker, Tim Maia, Betty Faria, entre outros.

Além de Sônia Maria, a produção contou com a participação de dezenas de atrizes e atores de São Sebastião, com destaque também aos aprendizes de Teatro das Oficinas Culturais da Fundação Educacional e Cultural ‘Deodato Sant’Anna’ (Fundass), e do Projeto Jovens em Atuação da Secretaria da Educação (SEDUC).

O longa movimentou a economia local da cidade com a contratação de mão de obra local, além de potencializar São Sebastião como um celeiro de artistas e grande cenário para acolher novas produções cinematográficas.

As cenas gravadas no município receberam grande apoio da Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Turismo (SETUR) e da Fundação Educacional e Cultural ‘Deodato Sant’Anna’ (Fundass), da Polícia Militar, da Polícia Municipal e do Departamento de Trânsito.

 

Sinopse:

‘Meu Nome é Gal’ acompanha de perto e de dentro o breve e efervescente momento da Tropicália, o principal movimento da contracultura no Brasil, responsável pela maior mudança musical e comportamental que o país já viveu.

Gal Costa foi a principal voz feminina do Tropicalismo, mas para isso precisou se libertar das amarras de uma timidez que quase a impediu de seguir sua vocação inequívoca.

Com sua presença, sua atitude, seu corpo e sua voz, Gal Costa transformou a música brasileira e também toda uma geração, principalmente de mulheres.  O filme mostra como ela e seus companheiros Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Jards Macalé, Tom Zé e Wally Salomão, ainda muito jovens, enfrentaram a dificuldade de serem tão vanguardistas em meio ao conservadorismo e à violência impostos pela ditadura militar no Brasil.

 

Confira o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=eV1cJ560K2E

 

Serviço

Exibição do filme ‘Meu Nome é Gal’

Data: 29 de novembro (quarta-feira)

Local: Teatro Municipal de São Sebastião

Endereço: Avenida Dr. Altino Arantes, 2 – Centro Histórico

Horário: 20h

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 120 min

Entrada gratuita (não haverá retirada de ingresso)

Capacidade do Teatro: 280 pessoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *