Marcello Veríssimo

A Polícia Civil, em Caraguatatuba, identificou nesta terça-feira (5) o corpo da mulher, 30, que foi localizado na tarde desta segunda no prédio que pertence à prefeitura no bairro Perequê-Mirim, região sul do município.

Como uma espécie de elefante branco, o imóvel estaria abandonado e, segundo a polícia, seria utilizado por moradores em situação de vulnerabilidade social para consumir drogas.

O cadáver foi localizado pouco depois das 16h20, em avançado estágio de decomposição, sem a cabeça, ao lado da caixa d’água. O caso foi registrado e é investigado pela equipe do 1°DP no bairro Porto Novo.

De acordo com a polícia, uma equipe da PM soube da existência do cadáver por meio de uma denúncia via COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar).

A investigação da polícia revelou que o imóvel está completamente abandonado, e é usado por moradores em situação de rua e usuários de drogas.

Após a identificação do cadáver, a polícia busca agora pelos autores do crime, mas não foram localizadas câmeras de segurança nos arredores do prédio onde a mulher foi assassinada. A suspeita é que a vítima estaria desaparecida na região.

A Prefeitura de Caraguatatuba divulgou uma nota para os jornalistas e disse que o prédio está em obras.
De acordo com a prefeitura, equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana e Proteção ao Cidadão colaboraram com as investigações da polícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *