Classificado como a porta de entrada para o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) é a unidade em que se organizam todos os serviços de proteção básica de Ilhabela.

“Nosso principal trabalho é a garantia de direitos. Fazemos atendimento, acompanhamento e encaminhamento das pessoas que necessitam de assistência”, explica a assistente social Andrea Cristina Garcia.

O equipamento possibilita o acesso da população Ilhabelense aos diversos serviços socioassistenciais, promove acolhimento, a convivência e a socialização de famílias e indivíduos que se encontram em situação de risco social e vulnerabilidade.

O objetivo do trabalho é garantir proteção às famílias, seja no combate à fome, as desigualdades, entre outros serviços que possam ser ofertados dentro da política pública, e fazer a diferença na vida das pessoas, aponta Andreia Rodrigues, diretora de gestão do SUAS.

Entre os serviços oferecidos pelo CRAS de Ilhabela, temos o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que envolve as famílias com ações que permitam o usuário por em prática uma capacidade de realização pessoal e social

“Trabalhamos no fortalecimento desses indivíduos para que eles superem a questão da vulnerabilidade. Não somente socioeconômica, mas também a vulnerabilidade relacional, que estão relacionadas à violência, ao rompimento de vínculo, à deficiência, ao isolamento e ao trabalho infantil”, diz Joanna Mota Santos de Oliveira, assistente social de referência do Serviço de Convivência.

O CRAS funciona de porta aberta, recebendo as demandas de diversas áreas – como saúde e educação – que necessitam de algum tipo de auxílio. “Nós fazemos o encaminhamento de acordo com a demanda da necessidade, de segunda à sexta-feira das 8h às 17h”, esclarece a supervisora administrativa Heloisa Gomes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *