Marcello Veríssimo

Em um mundo cercado por câmeras, os bandidos têm que se arriscar cada vez mais para cometer crimes, mesmo sabendo que podem ser facilmente identificados. Foi o que aconteceu em Caraguatatuba no início da noite desta quarta-feira (6). A Polícia Civil investiga o caso. Por enquanto, ninguém foi preso.

Passava das 19h quando um homem com tatuagens roubou uma sorveteria na região central do município. Uma hora antes, na região da Praça Cândido Motta, também no centro, um motorista foi roubado enquanto estacionava o carro.

A investigação da polícia agora apura se trata do mesmo bandido e tenta identificá-lo. A vítima da Praça Cândido Motta disse que pensou tratar-se de um flanelinha que se aproximou para pedir autorização e olhar o carro que acabava de estacionar. “Quando fui surpreendido com uma arma apontada pra mim. Foi muito rápido, ele levou carteira, dois celulares e fugiu em seguida”.

Na sorveteria, o ladrão também agiu rápido. Bem vestido, usando uma camisa polo, sem se preocupar em esconder o rosto, o ladrão entrou no estabelecimento e pediu um sorvete de massa com duas bolas. A funcionária da sorveteria não esperava, mas neste momento o criminoso rende outra trabalhadora, que estava no caixa, e leva todo o dinheiro. A quantia roubada não foi divulgada.

O caso foi registrado na Delegacia Central e segue sob investigação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *