Marcello Veríssimo

Envolta em polêmicas, Caraguatatuba recebe neste sábado (9), a partir das 19h, a 39ª Festa de Iemanjá. A festa reúne membros de 62 casas religiosas na praia do Centro em torno da estátua da Rainha do Mar, instalada há 38 anos.

A expectativa é que mais de 10 mil pessoas participem do evento, que deve terminar às 6h do domingo (10).

Não se sabe ao certo quando começaram as homenagens à Rainha do Mar nas praias da cidade, mas suspeita-se que tenha começado na década de 60. A estátua foi instalada em 1985.

De lá para cá, o monumento, que é um dos mais visitados da cidade, se viu no centro de algumas polêmicas. A mais célebre delas é a do pastor evangélico que tentou tirar a estátua, ainda nos anos 2000.
Na época, o então vereador Anderson Silva Bertoncini (PPB), que era pastor da Igreja Universal, elaborou um projeto de lei propondo a retirada da estátua.

De acordo com o noticiário da época, a proposta gerou revolta entre a comunidade negra e os adeptos da Umbanda e Candomblé. O projeto acabou sendo rejeitado sem apoio popular.

Outra iniciativa frustrada na época foi a proposta para instalar a estátua na Praia das Palmeiras, que é mais afastada do centro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *