Marcello Veríssimo

Para o prefeito de Caraguatatuba Aguilar Júnior (PL) a decisão da igreja em suspender as missas da manhã após a divulgação de uma suposta invasão por um homem nesta semana “foi uma covardia”.

A igreja fica na Praça Cândido Motta, na região central do município. Durante esta semana, vieram a público os pedidos por mais segurança na região da praça, que é a principal do município.

O Instituto Sou da Paz também classificou a cidade de Caraguatatuba como a segunda cidade mais perigosa do estado em seu balanço anual sobre violência.

De acordo com o prefeito, a igreja tentou jogar a população contra a prefeitura. As declarações foram dadas durante entrevista à uma rádio da cidade.

O prefeito disse que ficou surpreso e que o pedido do Santuário foi atendido prontamente. A suposta confusão na igreja aconteceu na última terça-feira (5). “No dia 6 recebemos o ofício do santuário pedindo mais segurança na praça. No dia 7, quinta, colocamos uma viatura na praça”, disse o prefeito.

De acordo com o prefeito, ao chegar em sua casa no sábado passado foi informado sobre o comunicado. “Recebi esse comunicado como uma covardia. Porque todas as vezes que temos problemas na cidade, seja com o comércio, entidades privadas ou igrejas, todas as vezes , me ligam e faço questão de enfrentar o assunto”, disse o prefeito. “Sobretudo quando se trata do Santuário de Santo Antônio”, destacou Aguilar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *