Marcello Veríssimo

A Concessionária que administra a Rodovia dos Tamoios (SP 99) divulgou nesta segunda-feira (8) balanço da operação especial realizada nos feriados de Natal e Réveillon. De acordo com a concessionária, neste período, foi registrado aumento significativo de veículos pela rodovia, em ambos os sentidos.

O balanço mostra um total de 540 atendimentos por pane seca, 58 superaquecimento de motor, 40 motoristas enfrentaram problemas de pane elétrica, 122 pneus furados e 15 atendimentos por falta de combustível.

Nos dois feriados, aproximadamente 380 mil veículos passaram pela rodovia.

Apesar do movimento intenso, a concessionária informou que entre os dois feriados a rodovia operou com fluidez garantindo aos motoristas uma viagem segura. Além disso, os motoristas que visitaram o Litoral Norte neste fim de ano puderam contar com o trecho do Contorno Norte liberado, o que segundo a concessionária que administra a rodovia, facilitou a viagem dos motoristas que seguiram para Ubatuba e precisaram retornar a Caraguá.

Pelo balanço, foram registrados alguns momentos de transtorno aos motoristas no trecho de Caraguatatuba em virtude do reflexo do trânsito congestionado na serrinha de Massaguaçu, região norte do município, que fica fora do trecho administrado pela concessionária.

Papa Filas – Para evitar filas, nas praças de pedágio foi realizada a operação Papa Filas. Os veículos de auxílio como guinchos e viaturas de inspeção atenderam mais de 700 atendimentos por socorro mecânico.

De acordo com a concessionária, o serviço de fiscalização por videomonitoramento foi realizado com a presença de um agente da Polícia Rodoviária na sala de controle da concessionária. São mais de 140 câmeras de monitoramento posicionadas em pontos estratégicos da rodovia.

Natal – Durante o feriado de Natal, cerca de 166 mil veículos passaram pela Rodovia dos Tamoios, entre os dias 22 e 26 de dezembro.

Já no Réveillon o movimento foi maior com aproximadamente 217 mil veículos em trânsito entre os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *