Marcello Veríssimo

A Polícia Ambiental, em Ubatuba, interceptou a ação de caçadores ilegais dentro do PESM (Parque Estadual da Serra do Mar). O flagrante foi registrado dentro da “Operação Verão Mais Seguro” por equipe do Grupamento Tático Ambiental do Litoral Norte após denúncia anônima nesta quarta-feira (10).

De acordo com a polícia, durante a vistoria na mata os oficiais encontraram uma residência inacabada. Dentro do imóvel, apoiada em uma parede, a polícia apreendeu uma espingarda calibre 36.

Enquanto estavam dentro da casa os policiais perceberam que havia um homem do lado de fora. Ele foi levado para a Delegacia de Ubatuba e permaneceu preso à disposição da justiça.

Fim do dia

No final da tarde, os policiais que estavam no término do serviço, foram avisados sobre a ação de outros caçadores, desta vez em Caraguatatuba.

De acordo com a polícia, em nova incursão ao interior do PESM após uma hora de trilha a equipe mapeou diversos pontos utilizados para a prática de caça ilegal de animais silvestres, como por exemplo as chamadas cevas, que são porções de comida deixada pelos caçadores para atrair os animais e os trepeiros, as estruturas que são construídas no alto das árvores para aguardar os animais comerem as cevas, facilitando seu abate.

Os policiais também identificaram sinais de movimentação humana recente. De acordo com a polícia, em um ponto mais a frente os policiais encontraram um rancho vazio, que é um tipo de habitação usada pelos caçadores como uma espécie de Q.G para a caça ilegal.

A polícia informou que o local não possui as mínimas condições para servir como moradia. No local foi apreendida uma espingarda calibre 28, que estava desmontada e escondida em uma fogão a lenha encoberta por madeiras e cinzas.

Ninguém foi preso no local. A ocorrência foi registrada na delegacia. O rancho e as estruturas de caça foram destruídos pelos policiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *