Marcello Veríssimo

Um dos políticos mais conhecidos de Ilhabela, o ex-prefeito Manoel Marcos de Jesus Ferreira, conhecido por Mané, foi condenado a devolver mais de meio milhão de reais, aos cofres públicos. O motivo é curioso: o ex-prefeito é acusado de comprar grama por um preço 1.200% acima do mercado.

Mané, que tem o sorriso como uma de suas principais marcas, não comentou a sentença da juíza Bruna Lyrio Martins.

De acordo com a magistrada, o ex-prefeito deve devolver ao município R$ 588.351,91 pelo superfaturamento da grama.

A própria Prefeitura de Ilhabela é autora da ação contra o ex-prefeito. De acordo com a juíza, houve enriquecimento ilícito de Mané e dano ao erário público, além de violação dos princípios da administração pública.

Ainda não se sabe se Manoel Marcos tinha pretensões de concorrer nas eleições municipais de outubro deste ano, mas ele teve seus direitos políticos suspensos por cinco anos, ficando inelegível neste período. O ex-prefeito também está proibido de receber benefícios fiscais ou fechar contratos com o poder público pelos próximos cinco anos.

Mané não pode recorrer da decisão. Ele tem 15 dias úteis para realizar o pagamento, caso não o faça pode ter bens penhorados e pagar multa.

A reportagem do JDL tentou falar com o ex-prefeito, mas o celular de contato não estava mais disponível. Os advogados de defesa também não se pronunciaram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *