Marcello Veríssimo

A Polícia Ambiental, em Ubatuba, conseguiu impedir a atuação de pescadores ilegais em mais uma ação de fiscalização contra a pesca predatória. O flagrante foi registrado pela 5ª Companhia de Polícia Militar Ambiental Marítima, do 3° BPAmb (Batalhão de Polícia Ambiental), realizado na última quinta-feira (18) e divulgado no sábado (20).

As ações de fiscalização aconteceram dentro da APAMLN (Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Norte), resultando nos flagrantes de crime ambiental.

Na divisa de Ubatuba com o estado do Rio, nas proximidades da Praia de Cambury, uma embarcação de pesca foi abordada. A polícia informou que havia um tripulante no barco que não se opôs à vistoria dos militares ambientais.

De acordo com a polícia, dentro do barco havia exemplares de Raia Viola ”Pseudobatos Horkelii”, espécie que é protegida por lei e consta na lista de animais ameaçados de extinção.

O homem não possuía carteira profissional ou a licença para realizar a atividade.

Os policiais apreenderam rede de pesca com medidas irregulares, o que ajudou a caracterizar o crime.

A embarcação foi apreendida, assim como 600 metros de rede de emalhe. O pescador foi multado em R$ 6, 9 mil por crime ambiental e infrações administrativas.

O pescador, que não teve a identidade divulgada, ainda terá que comparecer a uma unidade da Secretaria do Meio Ambiente para prestar esclarecimentos.

Ao todo foram 08 quilos de pescado apreendidos e doados ao Instituto Oceanográfico da USP.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone (12) 3842-0123.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *