Marcello Veríssimo

Os povos indígenas avançam para sua organização profissional e estrutura nas aldeias. Nesta terça-feira (30), uma reunião na aldeia Renascer, em Ubatuba, deu início ao processo de consulta nas comunidades indígenas do estado de São Paulo com o objetivo de oferecer formação técnica para a população indígena.

A reunião aconteceu entre representantes da Secretaria de Justiça e Cidadania, Sebrae e da CPPI (Coordenadoria de Políticas para os Povos Indígenas do Estado de São Paulo).

A reunião estabeleceu as bases para futuras colaborações, além do comprometimento em fortalecer os trabalhos das comunidades, segundo Cristiano Kiririndju, coordenador de Políticas para Povos Indígenas.

A próxima reunião foi marcada para o dia 19 de fevereiro na aldeia Rio Silveira, em Bertioga. O coordenador disse que as expectativas são altas para expandir o alcance dessas formações técnicas.

De acordo com ele, a perspectiva é que essas iniciativas não apenas enriqueçam o conhecimento técnico das comunidades indígenas, mas que também abram portas para oportunidades econômicas. “Proporcionando uma fonte de renda que contribua para o desenvolvimento sustentável dessas populações”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *