Marcello Veríssimo

Centenas de apoiadores do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, estiveram na Rua da Praia, região central de São Sebastião, para participar do ato em prol do político. A vinda do ex-presidente começou a ser especulada na semana passada após a convocação feita pela Polícia Federal, para Bolsonaro prestar depoimento no caso que investiga se ele importunou ou não uma baleia durante passeio de jetski pelo Canal de São Sebastião em junho do ano passado.

No entanto, dois dias após o anúncio, a PF resolveu adiar o depoimento para o próximo dia 27. Porém, a presença do ex-presidente movimentou o cenário político da cidade, articulando políticos, que no mesmo dia confirmaram a visita de Bolsonaro nesta quarta-feira (7). O próprio Jair também postou vídeos em suas redes sociais convocando os correligionários para estarem na Rua da Praia hoje.

E assim aconteceu com apoiadores de diferentes partes da região e do estado presentes na manifestação. A maioria das pessoas vestidas com as cores verde e amarela, segurando bandeiras aguardava ansiosa a chegada do homenageado.

E ele chegou com cerca de 8 minutos de atraso, no momento em que Bolsonaro pisou na Rua da Praia os correligionários começaram a gritar “chegou, ele chegou”. O ex-presidente foi recebido sob salva de palmas e gritos de mito.

Acompanhado de lideranças políticas do PL, Bolsonaro disse que é sempre uma satisfação encontrar o povo brasileiro em qualquer lugar do país. “Estou aqui quase que por acaso, por causa da baleia. A decisão é do Ibama, que resolveu me intimar novamente. Algo aconteceu e resolveram marcar para o final do mês em São Paulo o meu depoimento”, disse Bolsonaro, que priorizou sua vinda à cidade. “Eu poderia estar fora do país, mas eu tenho amigos, parentes no Vale do Ribeira, não podemos abandonar o país, pois o povo está sem presidente”, completou o ex-presidente sendo ovacionado.

Em suas palavras, o ex-presidente ainda atacou a Rede Globo e falou sobre o atual presidente Lula, que segundo Bolsonaro, quis puxar o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos). “Eu ficaria preocupado se o Lula quisesse roubar o Tarcísio, pois é isso que ele sabe fazer, roubar, desde que o PT surgiu”, disse ele. O público retribuiu: “Lula ladrão seu lugar é na prisão”.

Bolsonaro também incentivou os correligionários a serem contrários à regulamentação das mídias sociais. “É isso que o Lula quer, ficar só com a Globo”. “Eu escolhi estar do lado do povo brasileiro”, disse Bolsonaro, que ainda afirmou ser injustiçado e não há motivos para ele ser considerado inelegível. “A democracia só funciona se nós tivermos oposição no Brasil”. “Um presidente que acha que o Hamas não é um grupo terrorista está de costas para a nossa democracia”, pontuou.

O ex-presidente falou por aproximadamente 60 minutos e ainda aproveitou para incentivar os correligionários a seguirem firmes rumo às eleições.

“Eu só tenho a agradecer a todos vocês, apesar dos 68 anos de idade, continuo com a vitalidade de muito moleque de 20 por aí, a todos vocês nossa marca: Deus, pátria, família e liberdade. Se essa for a vontade do altíssimo nós seremos vitoriosos”, concluiu.


                                                     
                     

By srneto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *