Marcello Veríssimo

Carnaval sem homem vestido de mulher e mulher vestida de homem não é Carnaval. Nos dias de folia, a desigualdade de gêneros fica de lado, e, principalmente no sábado, todo mundo coloca suas fantasias para fora e se diverte nos blocos da região.

Foi o que aconteceu no último dia 10 com a passagem dos blocos das Piranhas, em Caraguatatuba, e o bloco dos Sujos, em São Sebastião.

O Bloco das Piranhas, que nasceu em 1983, animou os foliões da avenida Dr. Arthur Costa Filho (Rua da Praia), no centro. A concentração começou por volta das 17h nas quadras de esporte perto da ponte do rio Santo Antônio.

Os foliões seguiram o circuito animados pela banda Saca Rolha e Trio Elétrico até a Praça Tom Ferreira, onde os foliões foram cobertos pelo famoso banho com jatos d’ água.

Nasceu

O Bloco das Piranhas surgiu depois de uma brincadeira feita por um grupo de 10 amigos que pretendiam ter um Carnaval diferente, entre eles, o famoso Chico Tanque, que saía os quatro dias vestido de mulher.

De acordo com os integrantes, justamente as brincadeiras e gozações com os turistas e motoristas que paravam para ver o desfile do bloco que deu origem ao nome.

Dos Sujos

Em São Sebastião, outra tradição no Carnaval da região é o desfile do Bloco dos Sujos, considerado o maior da região, que reuniu centenas de foliões saindo da Vila Amélia em direção a passarela do samba na Rua da Praia, percorrendo as ruas do Centro Histórico.

O JDL não conseguiu saber com a assessoria de imprensa da Prefeitura de São Sebastião, que organiza o Carnaval na cidade, os detalhes do desfile do Bloco dos Sujos.

Em Ilhabela, primeiro fim de semana do Carnaval em Dobro é sucesso

O prefeito Toninho Colucci (PL), abriu a folia na noite desta sexta-feira (9) com a temperatura e astral dos foliões lá em cima.

Nesta primeira etapa, a animação fica por conta dos blocos carnavalescos, seguido pelos bailes de rua na Vila, centro histórico do arquipélago. Em março será a vez dos desfiles das escolas de samba.

Até a próxima terça-feira (13) o carnaval de Ilhabela deve atrair cerca de 30 mil visitantes, segundo o Observatório de Turismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *