Marcello Veríssimo

Um ano depois e o trabalho conjunto em diferentes níveis começam a dar resultados após a tragédia com a tempestade que devastou a costa sul de São Sebastião em fevereiro do ano passado. Representantes do Instituto Conservação Costeira (ICC) se reuniram nesta quarta-feira (28), com o prefeito Felipe Augusto (PSDB) e os secretários de Obras, Luiz Araújo e de Meio Ambiente, Flávio Queiroz, para apresentar os resultados da operação de restauração ambiental nas áreas de encosta atingidas pelas fortes chuvas do ano passado.

O grupo apresentou os primeiros resultados do trabalho, que utilizou drones com compartimentos, para espalhar sementes encapsuladas em bio cápsulas para recuperar esses locais.

De acordo com a prefeitura, também foram abordados assuntos referentes às obras de limpeza, desassoreamento e contenção de margem do Rio Sahy, realizadas na Vila Sahy para conter alagamentos.

A diretora executiva do ICC, Fernanda Carbonelli, disse que a reunião foi satisfatória e produtiva. “Como trata-se de uma Unidade de Conservação Ambiental, uma APA, viemos tomar conhecimento do projeto e ficamos muito satisfeitos com a reunião e esclarecimentos dados. Vamos trabalhar juntos com o objetivo de trazer ainda mais projetos de preservação para a nossa cidade com o apoio do atual governo”.

O prefeito Felipe Augusto pediu para que o ICC realize levantamento de outras áreas degradadas da região com o objetivo que outros projetos de conservação sejam apresentados para esses locais. “O ICC está de parabéns e eu gostei muito da apresentação do projeto. Vamos alinhar todos os estudos necessários para que possamos, por meio desta parceria, dar uma solução definitiva para aquela região e demais áreas atingidas do nosso município”, afirmou o prefeito.

O vice-prefeito Reinaldinho Moreira, disse que o governo busca todas as parcerias possíveis para projetar soluções a curto e médio prazo tanto para Baleia Verde e Vila Sahy. “O nosso grande foco é a macrodrenagem de forma bem detalhada, com projetos e estudos técnicos de forma emergencial para que não ocorram mais alagamentos e residências não sejam mais afetadas”, ele disse. “O ICC é um instituto muito sério, composto por vários profissionais técnicos engajados em achar soluções de forma dinâmica. Por isso, toda parceria deste formato é muito bem-vinda”, disse Reinaldinho.

O secretário de Meio Ambiente, Flávio Queiroz, explicou que o instituto propôs a reunião para esclarecimentos sobre projetos e melhorias que estão sendo realizados para atender melhor a drenagem e vazão da água em toda Vila Sahy. “Agora faremos o acompanhamento deste trabalho em conjunto com o ICC, que já é um grande parceiro do município”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *