Marcello Veríssimo

O Tribunal de Justiça, em Caraguatatuba, condenou nesta quinta-feira (21) o traficante conhecido como “Juninho Cereja”, que é acusado de matar Jefferson William Santos da Luz, que era conhecido como “Jefinho da Biz” há 26 anos de prisão. O crime aconteceu no dia 15 de março de 2022, na avenida Derval Teixeira, no bairro Jardim Califórnia. Antes de conseguir concretizar o crime, o agora condenado já havia cometido uma tentativa de homicídio contra a mesma pessoa um mês antes.

A sentença total chega a 26 anos e 10 meses de cadeia. O assassino vai responder por homicídio consumado por motivo fútil, meio cruel e sem possibilidade de defesa da vítima, além do porte ilegal de arma, que foi utilizada na tentatiba de homicidio.

O promotor de Justiça, Renato Queiroz de Lima, disse que a rixa entre assassino e vítima começou quando o homem condenado, que tem ligação com o tráfico de drogas, tentou esconder um flagrante de entorpecentes na casa da vítima, que não aceitou jogando as drogas na rua.

A partir daí, segundo o Ministério Público de São Paulo, os desentendimentos entre os dois passaram a ser constantes até que o assassino tentou matar a vítima pela primeira vez, atirando no homem enquanto ele estava em um bar.

De acordo com o MPSP, o assassino não desistiu até que conseguiu executar o crime depois de algumas semanas quando foi novamente surpreendido pelo assassino que, armado, atirou contra a vítima a queima roupa, no meio da rua.

O assassino ainda gravou o vídeo com o próprio telefone celular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *